Após morte de idoso, Luiza Maia cobra intervenções no HGC

“Sabemos que há um excesso de demanda, porque o HGC atende 25 municípios, mas um paciente cair da maca não é justificável. Me solidarizo com a família e volto a chamar atenção da Sesab para intervenções emergenciais”, declarou a deputada Luiza Maia, ao saber da morte do idoso Raimundo Jorge Freitas da Silva, esta semana.

Após visitar o HGC, há cerca de um ano, e presenciar as tristes consequências da superlotação, a deputada encaminhou indicações ao Governo do Estado, solicitando reformas na unidade. “Continuarei empenhada para que as indicações que fiz ao governo estadual sejam efetivadas; a população precisa de um atendimento mais humanizado, até que seja possível requalificar todo o hospital”, concluiu.

Fonte: Ascom / LM