Veja as 10 piores perguntas feitas por candidatos em seleções

Mãos frias, boca seca e a expectativa de garantir a vaga dos sonhos, na sua empresa dos sonhos. Mas fique atento para onde mora o deslize. O site de carreiras americano Glassdoor listou dez perguntas que não devem ser feitas pelos candidatos durante uma entrevista de emprego.

entrevista-de-emprego

-Publicidade-
-Publicidade-

1. Você pode me dizer mais sobre a sua empresa?
Antes de qualquer entrevista, a primeira coisa que você deve fazer é pesquisar sobre a empresa. Se você fizer essa pergunta, o responsável pela contratação vai pensar que você não fez sua lição de casa antes da entrevista.

2. Quanto tempo de férias eu terei?
Nunca pergunte vantagens adicionais ou benefícios durante uma entrevista de emprego. Só fale sobre o assunto se o recrutador falar primeiro.

3. Em quanto tempo eu teria um aumento?
Mais uma vez: esse tema é proibido. Só fale de benefícios se o recrutador falar primeiro.

4. Vocês vão checar os meus antecedentes?
Na verdade, 69% empregadores verificam os antecedentes de todos os candidatos a emprego.

5. Quem são os concorrentes da empresa?
Se você já fez sua pesquisa antes da entrevista, você não deve ter que fazer esta pergunta.

6. Quão importante é a pontualidade?
Se você pergunta isso numa entrevista levanta suspeitas. Você deve chegar ao trabalho no horário.

7. Posso trabalhar de casa?
Se o emprego permite que os funcionários trabalhem em casa isso estará na descrição do cargo. Portanto, não há necessidade de você fazer esta pergunta durante uma entrevista.

8. Vocês têm ‘casual fridays’?
Dias mais casuais ou regalias você pode aprender quando for contratado.

9. Qual é o seu processo de avaliação?
Evite fazer perguntas sobre o processo de avaliação, isso pode levantar dúvidas sobre a sua qualificação.


10. Eu não tenho nenhuma pergunta para você.

Não diga ao entrevistador que você não tem perguntas. A cada contratação, os recrutadores esperam ouvir, pelo menos, uma pergunta. Mas ela não deve ser nenhuma dessa lista.

Com informações de O Globo.

Fonte: iBahia