Irregularidades colocam Feira no alvo do Ministério Público

O Centro Comercial de Camaçari está sob vigilância do Ministério Público (MP) de Camaçari. Isso porque a instituição abriu um inquérito civil para analisar a irregularidades constatadas no local, que passam tanto pela estrutura como as próprias ações de permissionários e comerciantes da Feira.

 

 

Ausência de condições sanitárias para a população e os próprios feirantes, prostituição, tráfico de drogas, rede elétrica comprometida, problemas relacionados à rede hidráulica, além da má utilização do estacionamento, comercialização e aluguel de box (que deve ser rotativo) são algumas dos apontamentos feitos pelo MP, que trabalha com a hipótese de interditar o espaço.