Jovens baianos aprendem a fabricar instrumentos com PVC

O Neojiba (Núcleo Estaduais de Orquestras Juvenis e Infantis da Bahia), em parceria com o luthier suíço André-Marc Huwyler, ensina jovens baianos até o dia 3 de agosto no aprimoramento da construção de instrumentos sinfônicos com a utilização do plástico PVC.

Crédito: Matheus Pirajá
Crédito: Matheus Pirajá

Por meio da formação, que é patrocinada pela produtora de resinas Braskem, serão construídos violinos e violas com o material reciclável. A ação faz parte do projeto “Orquestra Plástica do Neojiba – Formação Musical para a Sustentabilidade”. O projeto propõe desenvolver e difundir uma tecnologia social de construção de instrumentos sinfônicos com plástico PVC, com o objetivo de unir os campos da sustentabilidade e da inclusão socioprodutiva por meio da música.

“Buscamos não somente capacitar jovens na lutheria plástica, mas também facilitar o acesso a instrumentos orquestrais”, declara Ricardo Castro, maestro e diretor do Núcleo.