Número de mortos chega a 68 em explosão de fábrica

Pelo menos 68 pessoas morreram neste sábado (2) na explosão de uma fábrica na região leste da China e mais de 150 ficaram feridas, informou a imprensa oficial, que apontou um acidente industrial.

fabrica2

-Publicidade-
-Publicidade-

 

A explosão aconteceu durante a manhã em Kunshan, cidade da província de Jiangsu, perto de Xangai, informou o canal estatal CCTV.

De acordo com a agência oficial Xinhua, 187 pessoas ficaram feridas em uma forte explosão que destruiu a fábrica.

A fábrica produz peças de automóvel para montadoras americanas, incluindo a General Motors.

“Ouvimos a explosão e nos assustamos muito”, disse à AFP um segurança de uma fábrica próxima que pediu anonimato.

O guarda afirmou que a explosão aconteceu durante a mudança de turno.

fabrica1

Imagens divulgadas na internet mostram corpos carbonizados e feridos sentados no chão, ao mesmo tempo que é possível observar a fumaça na fábrica.

De acordo com investigações preliminares, a explosão foi provocada pela poeira produzida pelos trabalhadores, que no momento do acidente poliam metal a alta temperatura, talvez com chamas, segundo o ministério chinês da Segurança.

“O panorama é caótico, irreconhecível”, escreveu uma testemunha na rede social Sina Weibo, o equivalente chinês do Twitter.

Quarenta pessoas morreram na hora e 28 no hospital, segundo a CCTV.

A fábrica, situada em uma zona industrial de Kunshan, a 75 km de Xangai, pertence à empresa taiwanesa Kunshan Zhongrong Metal Products, segundo a emissora.

De acordo com o site da empresa, a fábrica tem 450 funcionários.

Acidentes industriais são relativamente comuns na China, onde nem sempre as normas de segurança são aplicadas. No ano passado, 119 pessoas morreram no incêndio de uma granja no nordeste do país.

A cidade de Kunshan é um dos centros de investimentos das empresas de Taiwan, que têm várias fábricas de material para a indústria dos automóveis.

Fonte; G1