Justin Bieber vai se declarar culpado após falhar em teste de sobriedade

Após meses negociando um acordo, Justin Bieber vai se declarar culpado nesta quarta-feira (13) para diminuir sua pena por dirigir sob influência de substâncias tóxicas, falhar em teste de sobriedade, excesso de velocidade e por resistir à prisão. As informações são da agência Associated Press.
O cantor canadense, de 20 anos, concordou em fazer uma doação para caridade no valor de US$ 50 mil, fazer 12 horas de sessões de terapia contra raiva, além de pagar multas de ordem judicial. Ele não vai servir a qualquer tempo de prisão e não deve comparecer para a audiência desta quarta.
O caso aconteceu no sul da Flórida, em 23 de janeiro deste ano, quando ele foi flagrado pela polícia participando de um racha em uma Lamborghini. A polícia declarou que Bieber tinha fumado maconha e tomado pílulas de Xanax antes de sua prisão por condução perigosa sob a influência de álcool ou drogas.

Foto da detenção de Justin Bieber, em Miami, em janeiro deste ano  (Foto: Divulgação/Miami Beach Police Department)
Foto da detenção de Justin Bieber, em Miami, em janeiro deste ano (Foto: Divulgação/Miami Beach Police Department)

“GAROTO PROBLEMA”

-Publicidade-
-Publicidade-

Em 2014, Justin Bieber tem sido notícia em todo o mundo por envolvimento em vários episódios negativos. Na Austrália, no fim de novembro do ano passado, ele foi detido após a polícia ter encontrado maconha com um membro de sua equipe.

Além disso, o prefeito da cidade australiana de Gold Coast, Tom Tate, determinou que o artista apagasse o grafite que havia deixado dois dias antes em uma parede de hotel. Bieber fez a pichação em um muro externo de um hotel no subúrbio de Surfers Paradise, em Gold Coast, e publicou uma foto em seu Instagram.

bieber2

No Brasil, no início de novembro, o cantor encerrou um show em São Paulo antes do previsto, após ser atingido por um objeto lançado por um fã. No Rio, ele foi visto saindo de termas e casas noturnas e foi flagrado grafitando o muro do antigo Hotel Nacional, em São Conrado. Na ocasião, seus seguranças brigaram com fotógrafos e fãs, e Bieber foi autuado. Também no Rio, a modelo Tati Neves gravou um vídeo no qual aparece ao lado do astro, dormindo em um quarto com ele depois de uma festa.
Ainda em novembro, bens – equipamentos de áudio e som, luzes e roupas – de Bieber foram embargados pela Justiça argentina no Aeroporto Internacional de Ezeiza, em Buenos Aires. A decisão foi motivada após a queixa de um fotógrafo, que alegou ter sido espancado e tido seu equipamento destruído por seguranças do cantor, depois de flagrá-lo na saída de uma casa noturna.
Ainda na Argentina, Bieber teria “varrido” o chão com uma bandeira da Argentina jogada no palco durante um show na capital. Ele também abandonou uma apresentação antes do fim, por ter passado mal.
Em julho, autoridades americanas encontraram uma pequena quantidade de maconha no ônibus de turnê do cantor, que não estava no veículo, cujo destino era a cidade de Detroit.

Fonte: G1