Bahia Norte e UFBA realizam estudo do solo na BA-093

Nesta quinta-feira, 14 de agosto, a partir das 9h, representantes do laboratório de Geotecnia da Universidade Federal da Bahia (UFBA) farão um estudo do solo no km 12 da rodovia BA-093. A atividade tem como objetivo identificar a localização exata das dutovias do Polo Industrial de Camaçari para a construção de estruturas de proteção que permitirão a continuação das obras de duplicação da rodovia. Ao todo serão examinadas 20 tubulações que nelas passam produtos como benzeno, nafta, cloro e amônia.

A ação, que é uma parceria da Concessionária Bahia Norte, Consórcio OAS/Odebrecht, UFBA, Envgeo e JPNOR, utilizará dois equipamentos da Universidade no estudo. Um é o GPR – identifica a localização e alinhamento dos dutos através de sonar sísmico, e o outro é o PIEZOCONE, que tem o poder de calcular a densidade e a caracterização das camadas do solo.

De acordo com o Coordenador de projetos e SIG – Sistema de Informação Georeferenciada – da Bahia Norte, Sérgio Barbosa, a concessionária fez uma sondagem com escavação manual e estudo de cálculo de tensão nessa região. “Foi identificado que há uma grande concentração de tubos com profundidade aproximada de 1,40m em relação ao solo. A partir daí surgiu a necessidade de fazer essa parceira com UFBA, que dispõe de equipamentos de última geração para essa pesquisa de dutos”, explica.

Após esse estudo, a Bahia Norte seguirá com as obras, realizando escavação sobre cada tubulação para colocar proteções que permitam a reestruturação da pista para a duplicação. O estudo também será acompanhado pelo Consultor Técnico da Bahia Norte e Diretor da Envigeo, Hélio Batista, e pelo Gerente de Engenharia da Bahia Norte, Natanael Barbosa de Lima.

Parceria

Essa não é a primeira ação que envolve a UFBA e a Concessionária Bahia Norte. Visitas já foram realizadas no Sistema de Rodovias BA-093 com estudantes do curso de Engenharia. Eles percorreram as rodovias CIA/Aeroporto, Canal de Tráfego e BA-093, verificaram os laboratórios e usinas de asfalto do consórcio construtor, e presenciaram a aplicação de procedimentos europeus de análise eletrônica de pavimento. Outra atividade realizada no sistema foi o acompanhamento da restauração de um trecho da rodovia CIA/Aeroporto.

Fonte: ASCOM / BN