TCM determina que Moema Gramacho devolva mais de R$ 1,3 milhão

A aplicação irregular de recursos públicos repassados ao Instituto Brasil Preservação Ambiental e Desenvolvimento Sustentável e União Brasileira de Desenvolvimento Social – UNIBRAS rendeu a ex-prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), uma determinação para que devolva R$ 1,3 milhão aos cofres municipais. De acordo com o relator do processo no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), conselheiro Paolo Marconi, a ex-gestora efetuou o pagamento ilegal de taxa de administração às OSCIPs, e a devolução do montante deve ser feita com recursos pessoais – além de aplicar uma multa de R$ 15 mil. A apuração do TCM julgada nesta quarta-feira (13) refere-se ao primeiro mandato da petista à frente do município. A ex-prefeita ainda pode recorrer da decisão.

Fonte: Bahia Notícias.