Marina mudará apoios em estados

O presidente do PPS, Roberto Freire, anunciou hoje que Marina Silva, candidata que substitui Eduardo Campos na aliança formada pelo PSB, não apoiará o candidato ao Senado por São Paulo, Eduardo Suplicy, e sim José Serra, e não deverá estar ao lado de Geraldo Alckmin, líder em SP como candidato à reeleição ao governo. A situação de Marina Silva no Rio de Janeiro também é positiva. Quando, na eleição passada à Presidência ela recebeu 31% dos votos e entende que pode ampliar este percentual. Lá, é possível que apoie Lindbergh Farias, do PT, hoje na terceira colocação segundo as pesquisas. A candidata fará algumas mudanças nos apoios em estados, mas cumprirá a agenda de Eduardo Campos. De qualquer maneira, a candidata pode mudar o cenário na eleição presidencial e influir fortemente em alguns estados da federação.

Samuel Celestino / Bahia Notícias