Dilma grava, nesta sexta, imagens para horário eleitoral em Salvador

Uma semana depois de cumprir agenda de campanha ao lado do ex-presidente Lula no município baiano de Paulo Afonso, no Vale do São Francisco, a presidente e candidata à reeleição Dilma Rousseff (PT) está de volta à Bahia. Ela desembarca, nesta sexta-feira, 29, em Salvador  para gravar imagens para o horário eleitoral no Pelourinho, no Centro Histórico da Capital, e participar de dois atos institucionais.

Foto: Ed Ferreira l Estadão Conteúdo
Foto: Ed Ferreira l Estadão Conteúdo

Ao lado do governador Jaques Wagner (PT), um dos coordenadores da campanha da presidente que também trabalha para impulsionar a candidatura ao governo do deputado federal Rui Costa (PT), Dilma vai, às 14 horas, ao Senai Cimatec – escola modelo do sistema S, onde concede entrevista à imprensa.

-Publicidade-
-Publicidade-

Depois, ela segue para a sede do Olodum,  no Pelourinho, para participar de um ato em homenagem à memória dos heróis da Revolta dos Búzios. Por ato da presidente, em 2011, os líderes baianos da também chamada Revolta dos Alfaiates foram elevados a Heróis da Pátria, fruto de projeto de lei do deputado federal Luiz Alberto (PT-BA).

Pesquisa

A volta de Dilma à Bahia – quarto maior colégio eleitoral do País onde o PT tradicionalmente vence as eleições presidenciais – se dá ainda sob o impacto da última pesquisa do Ibope. Divulgada na terça-feira desta semana, o instituto aponta a candidata do PSB, Marina Silva, com cinco pontos percentuais abaixo de Dilma no primeiro turno, mas que venceria a presidente por nove pontos porcentuais de diferença no segundo turno.

O presidente estadual do PT, Everaldo Anunciação, afirma que a entrada de Marina na campanha mudou o jogo eleitoral – antes o foco do PT era o candidato do PSDB, Aécio Neves -, mas diz que o crescimento da pessebista ainda é fruto da emoção com a morte repentina do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos.

Mas é justamente este apelo que petistas, como o senador Walter Pinheiro (PT-BA), que é evangélico como Marina, têm cobrado na campanha de Dilma.  “É preciso gravar algo para trazer as pessoas também pela emoção”, afirmou Pinheiro ao Broadcast Político da Agência Estado.

Não por acaso, a agenda de campanha da presidente em Salvador será ao lado do povo. Depois de receber a Carta da Igualdade por representantes de entidades afrodescendentes, Dilma sairá da sede do Olodum e caminhará até a Casa de Jorge Amado, no Largo do Pelourinho.

A presidente ainda visitará a igreja  do Rosário dos Pretos, construída no século XVII por escravos e alforriados. As cenas a serem captadas já foram acertadas pelo marqueteiro João Santana, o baiano Patinhas. Dilma aproveita para gravar cenas com o candidato ao governo do PT, Rui Costa.

Na estratégia de aproximar a campanha de Dilma do eleitor, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é o próximo petista a vir a Salvador, na quarta-feira. Terá encontros com lideranças políticas e participará de um comício.

Fonte: A Tarde