“Enxerguei aqui os meus ideais”, diz Eva Wilma sobre a Cidade do Saber

Se a atriz Eva Wilma, com seus 80 anos de idade e mais de 60 de carreira, deixou escapar algum traço de fragilidade durante o espetáculo Azul Resplendor, apresentado no Teatro Cidade do Saber na noite desta quinta-feira (28/08), provavelmente foi pura encenação. O vigor evidente no olhar firme e nos gestos seguros, por sua vez, faz parte do seu estado natural e não a abandona após do som da claquete. Despida de qualquer personagem, ela declarou seu amor pela arte, agradeceu o carinho do público e elogiou o trabalho de inclusão social realizado pela Cidade do Saber.

Eva Wilma_Foto Ascom CDS
Embora a essência da montagem teatral esteja impregnada com a intenção de homenagear sua protagonista, a personagem interpretada por Eva Wilma (Blanca Estela Ramírez, uma dama do teatro afastada de seu ofício) passeia entre características que representam tanto a realidade da atriz – quando evidencia um talento altamente reconhecido – quanto o extremo oposto – ao restringir seu sucesso a um período quase esquecido. Eva admite que se diverte nesta peça que brinca com o universo do teatro.

Sensível e atenciosa, Eva Wilma revelou que conhecer o trabalho de valorização da arte e cultura realizado em Camaçari, através da Cidade do Saber, lhe deixou muito feliz e motivou a decisão de realizar a apresentação gratuita no município. “Estou simplesmente maravilhada com a Cidade do Saber. Tive a oportunidade de conhecer a Instituição e enxerguei aqui os meus ideais. Nem imaginava que pudesse existir isso, e aqui existe, no nosso país. Parabéns!”, declarou.

O calor e a energia da plateia contribuíram para que o sentimento de satisfação da atriz fosse completo. Na manhã desta sexta-feira (29/08), a prova de que o encantamento não foi momentâneo viria em um gesto gentil. Eva fez questão de entrar em contato com a diretora geral da Cidade do Saber, Ana Lúcia Silveira, e reforçar a impressão positiva que a Instituição lhe causou, agradecendo a boa receptividade e incentivando a continuidade do trabalho de transformação social através da arte, esporte e cultura.

Fonte: Ascom / CS