Criança morta em chacina de Camaçari atuava como “aviãozinho”

A criança que morreu em uma chacina que aconteceu na madrugada de hoje (04) na cidade de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador, atuaria como “aviãozinho” para um dos mortos no atentado. A informação foi passada à repórter Izadora Florentino, da TV Aratu, afiliada SBT na Bahia, que esteve no local do crime, por testemunhas que preferiram não se identificar.Fotos: Everaldo Lins

Fotos: Everaldo Lins

-Publicidade-
-Publicidade-

03 10636089_565314250240947_7971859710647593945_n

De acordo com as informações, Antônio Cézar Filho, de 12 anos, praticava pequenos roubos e traficava drogas a mando de uma outra vítima da chacina, identificada como Adenilton de Jesus Assunção, de 20 anos. Na chacina, Elaine dos Santos, de 20 anos, também foi morta. Ela era companheira de Adenilton. Os assassinos ainda mataram outro casal, identificado como Alice Rosa Santos, de 18 anos, e Gilvan Santos de Santana, de 29.

Na casa onde a chacina ocorreu, na Rua Parque Real Serra Verde, na Estrada das Cascalheiras, havia dois bebês, filhos dos dois casais. As crianças, de seis meses e um ano, não foram feridas e já estão sob os cuidados de parentes. Nesta tarde, a delegada responsável pelo caso, Maria Tereza, da 18ª delegacia de Camaçari, está ouvindo depoimentos de testemunhas e familiares das vítimas. Os corpos foram encaminhados ao Instituto Médico Legal.

Fonte: Aratu On Line