Curso e mutirão para tratamento de varizes começam nesta sexta-feira

Angiologistas de várias partes do Brasil desembarcam em Salvador para participar do X Curso de Escleroterapia com Espuma promovido pelo Hospital São Rafael. A Unidade foi pioneira no país nesse tipo de tratamento para varizes, realizado em parceria com o SUS, através da Secretaria Municipal de Saúde. Em dois dias de curso 05 e 06/09, além de aprender a técnica mais eficaz e menos invasiva-já que evita anestesia, cortes e internamento–os médicos também vão realizar um mutirão que beneficiará cerca de 50 pacientes com a doença, todos eles encaminhados pela Central de Regulação da Secretaria Municipal de Saúde.

Os resultados positivos fizeram o HSR se tornar referência no país, inclusive para capacitar novos profissionais. Mais de 300 médicos de todo o território nacional, foram capacitados desde dezembro de 2011. “Este pioneirismo, associado aos cursos de formação que ministramos, nos tornou referência”, afirma o angiologista e divulgador da técnica no país, Marcelo Liberado.

Nesta edição, as aulas serão realizadas, das 7h30 às 18h30 (05/09) e das 8h30 às 13h30 (06/09), no auditório Luigi Faroldi do Hospital São Rafael.

Tratamento Inovador

Um convênio firmado entre o Hospital São Rafael e a Prefeitura de Salvador, garantiu o acesso à população de baixo poder aquisitivo a um tratamento “mini-invasivo”, seguro e eficaz, realizado em ambiente ambulatorial. A escleroterapia ecoguiada com espuma, como é chamado o tratamento, substitui a cirurgia para tratar as varizes e úlceras (feridas) varicosas, sem necessidade de anestesia, cortes ou internamento.

O procedimento é rápido e eficaz. A espuma de polidocanol (esclerosante) é injetada na veia varicosa, fechando-a e desviando o sangue para as veias normais para que seja restabelecida a plena circulação nos membros inferiores. “O paciente chega ao ambulatório, recebe a sessão de espuma e sai andando com o curativo e a meia de compressão elástica. Seguramente, este tratamento menos invasivo, e tão eficaz quanto a cirurgia, é uma esperança para diminuir as longas filas de espera para o tratamento das varizes e o sofrimento de quem as carrega consigo”, explica o especialista.

Acesso ao Serviço

Durante o projeto de pesquisa e trabalhos voluntários, centenas de pacientes receberam o tratamento gratuitamente no Hospital São Rafael. Os resultados foram tão satisfatórios que renderam o convênio com o Município, garantindo atendimento aos doentes graves. Os pacientes tratados têm entre 20 e 87 anos de idade. Muitos estavam encostados pelo INSS ou haviam se aposentado por invalidez, antes de terem acesso ao tratamento.

O critério utilizado para o atendimento é a gravidade da situação. Para fazer essa triagem, foram treinados mais de 250 profissionais da área de saúde, locados em 110 postos de saúde espalhados por Salvador. Enfermeiros e técnicos realizam a primeira triagem, em seguida um médico angiologista também avalia a situação antes de direcionar o paciente ao tratamento.

A meta é atender mil pessoas até o final do segundo ano de convênio, entre julho de 2014 e julho de 2015, através do SUS. A Escleroterapia Ecoguiada com Espuma não pode ser utilizada através de convênios, pois ainda não está no rol dos procedimentos da Agência Nacional de Saúde.

Fonte: Aratu On Line

comfiaço