Reunião avalia desocupação de APP em Barra do Pojuca

Reunião de avaliação das operações para a desocupação determinada pelo Ministério Público da APP (Área de Preservação Permanente) em Barra do Pojuca ocorreu ontem (04/09), promovida pela Segov (Secretaria de Governo). Na ação, realizada segunda-feira (01/09), foram retiradas 302 construções, sendo que 134 não estavam ocupadas e apenas 27 famílias revelaram necessidade do abrigo provisório disponibilizado pela Prefeitura.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

O prefeito Ademar Delgado frisou que a ação tem o objetivo de sanar os danos ambientais ao rio Pojuca. Ele lembrou que toda assistência social tem sido dada a aqueles que realmente necessitam de moradia, com a presença da Sedes (Secretaria do Desenvolvimento Social), da Seduc (Secretaria de Educação) e da Sesau (Secretaria da Saúde) no abrigo.

-Publicidade-
-Publicidade-

O secretário Sergio Paiva frisou que a participação de todas as secretarias, da PM, inclusive do major Daniel Figueiredo da 59ª CIPM (Companhia Independente de Polícia Militar), Vila de Abrantes, resultaram em uma operação eficiente. O secretário reforçou que a ocupação teve um forte caráter de especulação imobiliária, inclusive de pessoas vindas de outros estados, com a presença de agentes que ganhavam para cuidar de lotes.

A reunião contou com as presenças dos representantes das pastas atuantes na operação, dentre as quais a secretária Ana Lúcia Costa, da Sedur (Secretaria do Desenvolvimento Urbano), Zé de Elísio, da Sesp (Secretaria dos Serviços Públicos), Mozart Vivas, da Sedes, o superintendente Claudécio Taroba, da STT (Superintendência de Transito e Transporte), e o diretor da Limpec (Limpeza Pública de Camaçari), Alfredo Andrade.

Fonte: Ascom / PMC