Bahia vence no Maracanã e deixa zona de rebaixamento

Houve de tudo um pouco no clássico entre Botafogo e Bahia no Maracanã. Expulsões injustas, gols anulados, desabafo de Emerson contra a CBF, virada e expulsão depois do apito do final do jogo.

O Bahia se aproveitou disto e venceu por 3 a 2, de virada, com um gol no final. O resultado inverteu as posições: o time de Salvador sai da zona de rebaixamento com 23 pontos. Já a equipe carioca entra, com 22.

Na próxima rodada, o Botafogo enfrenta o Criciúma fora de casa, no sábado. Já o Bahia tem o clássico com o Vitória, domingo, na Fonte Nova.

O jogo

Emerson foi o principal destaque do primeiro tempo. Era com ele que o time carioca tinha as melhores oportunidades na partida e quando o Bahia ameaçava crescer na partida, aos 30 minutos de jogo, Emerson fez um gol de “peixinho” após bom cruzamento de Ramirez.

Não deu nem tempo de comemorar a vantagem. Logo depois, o Bahia avançou pela direita e cruzou na área. Kieza desviou de cabeça e Dankler, ao tentar cortar a bola, mandou para dentro do gol. 1 a 1 no Maracanã.

O jogo era quente, pegado e aos 40 minutos, a primeira polêmica, Zeballos recebeu bola na área, passou por Lomba e tocou para o gol. A bola bateu na mão de Railan e o árbitro assinalou pênalti.

Aos 42 minutos Emerson cobrou no canto de direito de Lomba para colocar o Botafogo de novo à frente. 2 a 1.

Veio, então, o intervalo. No segundo tempo, o jogo esquentou ainda mais. Com dez minutos, Emerson sofreu falta no meio-campo e ao reclamar com o arbitro levou cartão amarelo por reclamação. E, enfurecido, se virou para as câmeras e disse: “CBF, é para você! Para você!”

O jogo seguiu. Mas o clima continuou quente. Com 12 minutos, Ramírez entrou em disputa e empurrou Uelliton na lateral. O árbitro viu uma cotovelada e expulsou o peruano diretamente.

Com menos um, o Botafogo ficou nervoso, mas acabou novamente sofrendo influência da arbitragem. Emerson dividiu bola com Uelliton e o árbitro entendeu que era para o segundo amarelo, seguido do vermelho.

O Sheik, revoltado, saiu de campo e antes de descer para o vestiário disparou paras as câmeras: “CBF, você é uma vergonha, vergonha, vergonha.”

Depois das expulsões, curiosamente a primeira chance de gol foi do Botafogo. Mas com dois jogadores a mais, logo o Bahia tomou as rédeas da partida. E aos 28 minutos uma bela tabela entre Guilherme Santos e Maxi Biancucchi terminou com gol do argentino. Indefensável para o goleiro Jefferson.

Naturalmente os últimos minutos foram de pressão do Bahia. O time exagerou na pressa, cometeu muitos erros, mas conseguiu o gol nos acréscimos: Branquinho recebeu a bola na entrada da área, teve muito espaço e chutou forte, sem chances para Jefferson e O Bahia virou aos 45 minutos da etapa final.

O Botafogo ainda teve um jogador expulso no final da partida. Júlio Cesar foi reclarmar com o árbitro no final do jogo e aplaudiu ironicamenteo o desempenho da arbitragem e ganhou um cartão vermelho.

Fonte: Tribuna da Bahia