Comitê da Entidade Metropolitana aprova Bilhete Único Metropolitano

O Comitê Técnico da Entidade Metropolitana da Região Metropolitana de Salvador (EMRMS) aprovou na última sexta-feira (19), por unanimidade, durante a primeira reunião do grupo, uma resolução que recomenda a instituição do Bilhete Único Metropolitano na RMS. A implantação do bilhete foi anunciada pelo Governo do Estado nesta semana e recebeu a aprovação de onze municípios da região metropolitana da capital baiana.

Na proposta de Bilhete Único Metropolitano que o Governo do Estado está estudando e que conta com o apoio da ampla maioria dos municípios da RMS, a população poderá utilizar dois meios de transportes e pagar apenas uma tarifa, que será subsidiada pelo Governo do Estado, como já acontece com outras regiões metropolitanas.

-Publicidade-
-Publicidade-

De acordo com Manuel Ribeiro, secretário geral interino da EMRMS, a criação do Bilhete Único Metropolitano irá ampliar, sobretudo, a mobilidade de pessoas que moram na região metropolitana de Salvador, mas trabalham na capital. “Quem mora mais longe tem que pagar uma tarifa mais cara e isso cria um apartheid dentro da própria região metropolitana. Precisamos resolver esta questão urgentemente”, explicou o secretário.

As deliberações do Comitê Técnico serão encaminhadas ao Colegiado Metropolitano da Entidade, que é formado pelos prefeitos e pelo governador do Estado. Além dos representantes de Camaçari, Lauro de Freitas, Simões Filho, Itaparica, Madre de Deus, Vera Cruz, Pojuca, São Sebastião do Passé, São Francisco do Conde, Candeias e Dias D’Ávila, a reunião da Entidade Metropolitana também contou com a participação de Ivan Barbosa, chefe de gabinete da Secretaria de Infraestrutura.

Fonte: Ascom / Governo da Bahia