Fanfarras abrilhantam desfile em Camaçari

As apresentações das fanfarras e da filarmônica deram um brilho especial ao desfile cívico de 28 de setembro, em homenagem ao aniversário de 256 anos de Camaçari. De forma magnífica, a Filarmônica 28 de Setembro abriu o evento ao executar o hino nacional durante o hasteamento das bandeiras do Brasil, da Bahia e de Camaçari.

Há 19 anos na Filarmônica 28 de setembro, o maestro Eudes Lymdeberg destacou que o grupo nunca deixou de participar do desfile. “Nós fazemos parte da história por ser um acervo cultural da cidade e orgulhosamente por temos no nosso nome, a data do aniversário do Município”, ressaltou o maestro que também é trompetista. A filarmônica tem uma média de 30 músicos e possui 25 anos de fundação.

boticario-mãe

A Fanjuc (Fanfarra Juvenil do Cesma – Centro Educacional Sistema Master) foi a primeira fanfarra a desfilar. A porta-bandeira Victória Louise Oliveira, de 15 anos, falou orgulhosa sobre a participação no desfile. “É um momento único”, disse a estudante do 2° ano do Ensino Médio. A fanfarra desfilou com 40 componentes.

Ao som de Lepo Lepo, Bilu Bilu e Vingança do Amor, a Fanesc (Fanfarra Estudantil de Camaçari) levou um repertório popular com os 110 componentes usando um figurino novo no estilo americano. O grupo contou ainda com a participação especial da pequena Lavínia Sofia Cardoso, de 3 anos, que desfilou pela primeira vez. A dona de casa Marisa dos Santos, de 33 anos, disse que a filha estava muito feliz, o que podia ser visto quando a garota levantava os pompons.

“Também fiz parte da Fanesc. Desfilei por três anos carregando o cartel – placa que leva o nome da banda marcial e abre a apresentação -, contou orgulhosa a moradora do Centro. A fanfarra ainda teve um diferencial com o cantor Luís Carlos.

Pela primeira vez desfilando na avenida 28 de setembro, a Fanpop (Fanfarra Popular de Parafuso) levou o público ao delírio com a apresentação do sucesso Paz e Amor, de Jorge e Mateus. Para a baliza Rauane Souza, de 14 anos, os ensaios para o desfile de hoje foram puxados, mas valeram a pena.

A Bamuca (Banda Municipal de Camaçari) foi a responsável pelo encerramento das fanfarras no desfile cívico. A banda utilizou um figurino inspirado na linguagem medieval, lembrando os deuses gregos. O repertório da Bamuca contagiou o público com arrocha, pagode, samba, funk e MPB. Ao som do clássico de Cartola, As rosas não falam, os componentes distribuíram rosas vermelhas para as mulheres que assistiam o desfile.

Também se apresentaram no desfile a Fampa (Fanfarra Municipal Popular de Abrantes), a FANESP (Fanfarra Estudantil de Parafuso), Bamaja (Banda Marcial da Escola Municipal Joana Angélica) e a Bamparve (Banda Marcial Escola Municipal Parque Verde). Todas animaram o público com repertórios ecléticos.

Veja algumas fotos das fanfarras que se apresentaram:

segov_seduc_desfile_28_setembro_foto_agnaldo_silva_28092014 (77)
A Fanjuc foi a primeira fanfarra a desfilar – Foto: Agnaldo Silva
segov_seduc_desfile_28_setembro_foto_agnaldo_silva_28092014 (263)
A Fanesc contou com a participação do cantor Luís Carlos – Foto: Agnaldo Silva
segov_seduc_desfile_28_setembro_foto_agnaldo_silva_28092014 (215)
Fanfarra de Abrantes se apresenta no desfile cívico. Foto: Agnaldo Silva
A Bamuca foi a responsável pelo encerramento das fanfarras no desfile cívico - Foto: Adenilson Nunes
A Bamuca foi a responsável pelo encerramento das fanfarras no desfile cívico – Foto: Adenilson Nunes

Fonte: Ascom / PMC