Brasil Alfabetizado é lançado em Camaçari

Nunca é tarde para recomeçar, esta foi a afirmação do agente de limpeza João Batista, de 56 anos, na noite de ontem (30/09), durante o lançamento do Programa Brasil Alfabetizado. A abertura do evento contou com a presença de 400 alunos beneficiados pela iniciativa e marcou o início das atividades do ano letivo. A cerimônia aconteceu no auditório da Casa do Trabalho.

Segundo o secretário de Educação, Luiz Valter de Lima, através do programa é possível desenvolver ações efetivas para zerar os índices de analfabetismo no Município. “A nossa proposta é criar as condições para acabar com o analfabetismo no Município”, ressaltou.

-Publicidade-
-Publicidade-

João Batista, que é morador do bairro Burissatuba, deu um depoimento emocionado e disse que foi através do programa que ele aprendeu a ler e escrever. “Agradeço primeiramente a Deus e depois à Prefeitura por ter me dado essa chance”, frisou.

A dona de casa Maria Iva dos Santos, de 61 anos, declarou que é muito emocionante ter a chance de dar um depoimento de superação para os 400 alunos que participaram do evento. “Estou muito grata pelo que aconteceu em minha vida. Para mim é uma conquista muito importante e faço questão de compartilhar a minha experiência para estimulá-los”, comentou a moradora do Parque das Mangabas.

De acordo com a Seduc (Secretaria de Educação), durante os quase 10 anos de implementação do programa, tivemos uma redução do número de analfabetos no Município. O índice passou de 12,35% para 7,78%. A Seduc ainda informou que no ano passado foram matriculados 1.200 alunos e só este ano já foram matriculados mais de 1.000 alunos. Quem ainda não se matriculou deve ficar atento, pois as matrículas acontecem até o dia 15 de outubro.

Desde 2005, ano em que o Brasil Alfabetizado foi implantado no Município, já foram alfabetizadas seis mil pessoas. O programa é destinado para pessoas que não tiveram acesso aos estudos e pessoas que querem elevar o nível de escolaridade.

O programa tem a finalidade de promover a superação do analfabetismo entre jovens a partir dos 15 anos, adultos e idosos, garantindo o acesso à cidadania e o despertar do interesse pela elevação da escolaridade.

O evento de ontem foi aberto com o acolhimento dos estudantes pelo professor e músico Sizenando Góes que realizou uma apresentação de MPB (Música Popular Brasileira).

Em Camaçari, o programa é desenvolvido por meio da parceria entre a Seduc e o governo Federal, por meio do MEC (Ministério da Educação).

Fonte: Ascom / PMC

comfiaço