STT alerta sobre mototaxistas irregulares

A Superintendência de Trânsito e Transporte (STT) está lançando um alerta à população usuária do serviço de mototáxi. A recomendação é para que as pessoas evitem os serviços de um mototaxista irregular, ou seja, que não esteja legalmente cadastrado e habilitado para o exercício dessa função.

A STT realiza progressivas ações para a regulamentação do transporte de mototáxi no município, desde o cadastramento até as vistorias semestrais, sempre visando à segurança e o conforto da população.

-Publicidade-
-Publicidade-

A iniciativa visa coibir a ação irregular, tendo em vista que no caso de haver algum tipo de fraude ou prática de ilícitos e até crimes, o usuário desses serviços irregulares fica desprovido de qualquer cobertura de seguro, no caso de acidentes.

“A população precisa se atentar aos perigos e riscos e não prestigiar aqueles que estão ludibriando a legislação, explorando ilegalmente um serviço”, comentou o superintendente da STT, Claudécio Taroba, acrescentando que quando o usuário contrata os serviços de um mototaxista, mesmo sabendo que ele não está legalizado e é irregular, está desprestigiando aqueles que procuram obedecer às leis.

Hoje, 634 mototaxistas estão devidamente cadastrados na STT, conforme informou Homero Sampaio, gerente da Gerência de Transportes Especiais e Individuais (GERIN), sendo que no município, conforme o decreto nº 1037/2009, é permitido um total de 1000 mototaxistas.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Para garantir a segurança, a STT orienta aos usuários desse transporte que utilizem os veículos cadastrados. Os profissionais são facilmente identificados pelo colete, moto e capacete na cor verde. Além dos acessórios, o mototaxista, devidamente cadastrado, também pode facilmente ser identificado pelo selo de vistoria da STT na moto, que deve estar visivelmente gravado no veículo.

Os interessados em realizar o cadastro devem procurar a GERIN, na sede da STT. Para mais informações sobre cadastro de mototaxistas ligar para o número 3622-7720.

Fonte: Ascom / STT