Brasil registra segundo caso suspeito de ebola

A Secretaria de Saúde de Foz do Iguaçu, no Paraná, anunciou na manhã desta quinta-feira (16) que a única Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município foi interditada às 9h por causa de um paciente com suspeita de ebola, que está internado na unidade de saúde. De acordo com o secretário Charles Bortoli, o paciente disse que esteve em Serra Leoa, um dos lugares mais atingidos pelo vírus na África, há 23 dias. O caso aparece após o primeiro caso suspeito da doença no Brasil ter sido negado, na semana passada.

Única UPA de Foz do Iguaçu está interditada desde às 9h por caso suspeito de ebola Foto: Google Street View
Única UPA de Foz do Iguaçu está interditada desde às 9h por caso suspeito de ebola Foto: Google Street View

De acordo com o município, os protocolos internacionais de prevenção estão sendo adotados, com isolamento da unidade e ruas de acesso interditadas. A expectativa é de que o paciente seja transferido para o Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fiocruz, no Rio de Janeiro. O Ministério da Saúde já foi acionado.

-Publicidade-
-Publicidade-

O primeiro caso suspeito da doença, já negado, aconteceu a 150 quilômetros do local, em Cascavel. O homem de 47 anos havia saído da Guiné, também na África, e chegado ao Brasil no dia 19. Ele teve febre e passou por dois exames de sangue, feitos por uma unidade da Fiocruz no Pará, que negaram a presença do vírus. Ele recebeu alta na manhã dessa quarta-feira (15).

Fonte: Notícias NE