Homem fica sem proteção perto de infectada por ebola

Um mistério instiga a mídia e usuários da internet dos Estados Unidos desde esta quarta-feira: um homem, ainda não identificado, que ajudou no transporte da segunda enfermeira americana infectada pelo ebola, aparece nas imagens sem nenhum tipo de proteção. As informações são do The Telegraph.

Nas imagens divulgadas na noite de ontem, é possível ver o “homem da prancheta” sem as roupas e máscara de proteção ao vírus bastante próximo da infectada. Ao lado dos agentes de saúde completamente blindados com as roupas especiais, ele parece ignorar todas as regras de segurança.

euahomem-sem-roupaebolatwitter
“Homem da prancheta” é visto ao lado da maca onde está a infectada sem nenhuma proteção Foto: Twitter
B0EKm85CUAA8la8
A enfermeira infectada usa uma roupa amarela e, a poucos metros dela, o homem segura uma prancheta e parece dar instruções aos agentes.

Nas redes sociais, o hashtag #clipingboardguy (#ocaradaprancheta, em tradução livre) está circulando com a pergunta de quem seria o homem sem noção que ajudou no transporte de Amber Vinson do Texas para Atlanta.

Nas imagens divulgadas, a enfermeira infectada usa uma roupa amarela e, a poucos metros dela, o homem segura uma prancheta e parece dar instruções aos agentes. Os usuários do Twitter se mostram assustados e chocados com a presença de alguém tão desprotegido próximo à infectada.

Nesta quarta-feira, o presidente Barack Obama cancelou viagens para se concentrar nos casos de ebola que atingem os Estados Unidos e prometeu uma postura mais agressiva no combate ao vírus.

Vinson foi a segunda enfermeira infectada nos Estados Unidos, após cuidar do liberiano, Thomas Eric Duncan, morto na última semana pelo ebola. Ela foi diagnosticada com ebola nesta terça-feira, no Hospital Presbiteriano de Dallas, no Texas, e foi transferida para o tratamento no Hospital Universitário de Atlanta.

A enfermeira teria viajado de avião um dia antes de apresentar sintomas e disse que pode ter tido febre durante o voo. Por causa disso, o Centro de Controle de Doenças americano está entrando em contato com 132 passageiros que viajaram com Vinson.

O ebola já matou quase 5 mil pessoas em sete países e atingiu mais de oito mil em todo o mundo, segundo a OMS.

Fonte: Terra

ebolainfoentendaovirus1410