Polícia caça estupradores de shopping

Mais uma violência contra mulheres em shoppings da capital baiana é registrada. Apesar de ter ocorrido na última terça-feira, ontem foi divulgado o caso de uma mulher que violentada após ter sido sequestrada no estacionamento do Salvador Norte Shopping, no bairro São Cristóvão.

A vítima foi abordada por dois homens, obrigada a entrar no veículo, um Renault Sandero branco, levada para um local deserto, violentada e liberada posteriormente.

-Publicidade-
-Publicidade-

Segundo Marco César, titular da Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV), até o próximo domingo os suspeitos estarão presos.

20141031121646_suspeito-1 20141031121708_suspeito-2

Segundo informações da Polícia Civil, a vítima permanece em estado de choque e ainda não compareceu à delegacia. Em conversa com a polícia, ela informou que foi abordada pela dupla e obrigada a entrar no veículo. As imagens das câmeras de segurança do shopping mostram o momento em que um dos criminosos coloca o ticket para liberar a saída do local.

Orientada pela polícia, a vítima realizou exame de corpo delito e recebeu um coquetel anti-HIV, precaução tomada pela Justiça com vítimas de estupro.

De acordo com o delegado Marco César, a polícia já ouviu a vítima e já realizou todas as atividades que cabem ao judiciário. O próximo passo é localizar os criminosos. “Todos os policiais da delegacia de veículos estão em campo e a qualquer momento teremos novidades. É provável que antes do feriado consigamos efetuar as prisões”, afirmou o delegado. Em nota, a assessoria do Salvador Norte Shopping informou que “os fatos estão sendo apurados pelas autoridades competentes” e que tem dado “todo apoio no sentido de esclarecer a questão”.

Esta não é a primeira vez que crimes em shoppings de Salvador ocorrem. Em 2012, a joalheria Felissa Jóias do piso L1 do Salvador Shopping foi assaltada por dois homens que levaram1 milhão em joias e relógios. Em apenas dois minutos, renderam funcionários e recolheram os materiais da loja. Dias depois, a polícia localizou e prendeu os assaltantes. Em dezembro de 2011, um veículo Fiesta, de placa JSF 0607, foi tomado de assalto dentro do mesmo shopping.

Já o caso mais brutal foi registrado no shopping Iguatemi, em 2009. Era domingo do dia dos pais quando a médica pediatra, Rita de Cássia Tavares Giácomo Martinez, 39 anos, saiu de casa com a filha de 1 ano e oito meses para escolher o presente do marido. Após fazer compras no local, Rita foi sequestrada e o veículo abandonado, com a criança a bordo, na BR-324, sentido Salvador.

Horas depois, o corpo da médica foi localizado na Fazenda Lagoa, em São Sebastião do Passé. Apesar dos casos citados, o delegado Marco César garante que não é comum crimes dentro de shoppings. “Já aconteceram alguns casos, mas são poucos. De qualquer forma, podemos garantir que todos foram solucionados pela polícia”, afirma.

Contudo, os casos registrados já refletem nos cuidados redobrados dos frequentadores dos shoppings de Salvador. Eliane Martins da Veiga, 26 anos, é uma deles.

Apesar de jovem, ela garante que fica sempre vigilante a qualquer movimentação suspeita. “No cinema sempre sento ao lado de mulheres, por questão de segurança mesmo.

No estacionamento procuro sempre os locais onde tem alguém segurança particular próximo ou então os mais movimentados”, ensina.

A vendedora Ana Maria De Almeida, 31, disse que a violência está presente em todos os locais da cidade, assim como nos estabelecimentos fechados. “A verdade é que não estamos seguros em lugar algum. Temos que ficar em alerta sempre”, garante, ressaltando que os shoppings não transmitem a segurança que divulgam. “Apesar de ter câmeras e seguranças espalhados, não é suficiente para relaxarmos 100%. É preciso sempre tomar alguns cuidados”, afirmou.

Fonte: Tribuna da Bahia