Ex-PM é líder da quadrilha de envolvidos em sequestro e estupro em shopping

O montador de galpão Adriano Santana Silva, 23 anos, que confessou ter participado do assalto a uma cliente do Salvador Norte Shopping, integra uma quadrilha de roubo de carro liderada por um ex-PM. Adriano foi apresentado ontem pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), após ser preso em Ouriçangas, no Centro-Norte do estado, e negou que tenha violentado a mulher após o assalto no dia 23 de outubro.

Ex-PM é apontado como líder
Ex-PM é apontado como líder

A vítima reconheceu o comparsa dele, José Aparecido da Conceição, 35, preso no último dia 31, como autor do estupro. O titular da DRFRV, delegado Marco César Silva, contou que o carro da vítima foi encontrado queimado em Dias D’Ávila, na Região Metropolitana de Salvador.

Segundo o delegado, Adriano e Aparecido fazem parte de uma quadrilha especializada em roubo de carro, que revende os veículos em Entre Rios. Todo o processo, de acordo com o delegado, é coordenado pelo ex-policial militar Adilson Oliveira Cerqueira, 64, o Cabo Adilson — expulso da corporação, ainda segundo o delegado, há mais de 20 anos, acusado de roubo. “Esse ex-policial já foi preso em Entre Rios com 10 veículos roubados. Atualmente, ele mora em Camaçari. Fomos até a casa, mas ele havia fugido”, contou Marcos César.

A Justiça expediu o mandado de prisão de Cabo Adilson e até ontem ele estava foragido. O ex-policial será indiciado por roubo, receptação e formação de quadrilha. No dia do crime no shopping, Adriano e Aparecido chegaram ao estacionamento em um Corsa prata, por volta das 20h30, e esperaram a vítima sair para roubar o Renault Sandero branco dela. Adriano ficou com o Corsa e Aparecido com o Sandero e a mulher.

Segundo a vítima, Aparecido a levou até o CIA, onde a estuprou. Segundo Adriano, a mulher foi escolhida aleatoriamente. Ele contou que Aparecido ligou para ele um dia após o crime, orientando o comparsa a fugir. “Eu nem sabia que ele tinha estuprado a moça”, disse.

Adriano em apresentação: ele integra quadrilha que roubou 20 carros
Adriano em apresentação: ele integra quadrilha que roubou 20 carros

Ainda segundo Adriano, Aparecido vendeu o carro por R$ 1,5 mil para um padeiro conhecido como Marivaldo, em Dias D’Ávila. Durante a prisão de Adriano, investigadores da DRFRV prenderam também Adnailton Oliveira dos Santos, 23, apontado como o receptador.

Com Adnailton foram apreendidos uma motocicleta 125 Fan Honda com restrição de roubo de 26 de setembro de 2014, em Catu, e um carro Vectra prata com restrição judicial. Segundo a polícia, a quadrilha é suspeita de ter roubado 20 carros apenas em Salvador.

Cada um dos assaltantes recebia R$ 500 por veículo roubado, que era revendido por R$ 3 mil. Aparecido foi indiciado por roubo, formação de quadrilha e estupro. Adriano por roubo qualificado — por concurso de agentes (contratar comparsa) — e formação de quadrilha.

Fonte: Correio 24 Horas