Aluno de escola pública representa Camaçari em final de Olimpíada da Língua Portuguesa

O “pequeno notável” Deneson Pastor Lima, 17 anos, está no último ano do Ensino Médio, no Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães e trabalha como estagiário na Câmara de Vereadores. É com muita tranquilidade – e sem estrelismo – que esse garoto evangélico fala sobre a trajetória de sucesso que vem percorrendo. Ele ocupa uma posição de destaque na Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro.

A Olimpíada desde 2002 realiza um concurso que elege os melhores textos de alunos das escolas públicas do país, e é fruto da parceria entre a Fundação Itaú Social e o Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec).

Deneson vai representar Camaçari na Olimpíada Nacional. Foto: Divulgação
Deneson vai representar Camaçari na Olimpíada Nacional. Foto: Divulgação

Deneson vem enfrentando várias etapas. Na primeira delas, foi escolhido para representar Camaçari na seleção Estadual, quando foi eleito junto com mais cinco alunos baianos para tentar uma vaga na regional. Nesse processo, dos 125 semifinalistas do Brasil inteiro que participaram , foram escolhidos 38 para a final. Só dois representam o Nordeste: Deneson e outra aluna (Camila Gomes, da cidade de Nazaré). Três milhões de alunos do Brasil se inscreveram.

Na categoria em que concorre – denominada ‘Artigo de Opinião’ – o estudante escreveu sobre o “Polo Industrial: dilema entre a vida e a economia”. Ele elenca no texto as vantagens e desvantagens de morar e trabalhar no município. Num trecho ele destaca que “… cabe às entidades responsáveis atuar em conjunto a fim de dispor a população informações concretas e, sobretudo suscitar o debate entre governantes, empresários e comunidade, objetivando o progresso econômico sustentável…”.

Deneson parte esperançoso para a final, que começa na próxima terça-feira (16) em Brasília-DF. Ele encerra o Ensino Médio esse ano e pretende cursar Direito ou Jornalismo.

Fonte: Visão Diária