Munícipes são contemplados com 899 unidades habitacionais do Minha Casa, Minha Vida

Um dia especial para a vida de Dona Dilza Célia da Rocha, aos seus 62 anos, a laurofreitense foi a primeira a chegar ao Ginásio de Esportes, situado no Centro, na manhã desta segunda-feira (29), para a solenidade de assinatura do contrato de sua unidade habitacional e de mais 898 do “Residencial Brisas de Itinga I, II e III”, empreendimento que integra o programa Minha Casa Minha Vida (MCMV). A ação foi promovida pela Prefeitura Municipal de Lauro de Freitas (PMLF), por meio da Secretaria de Planejamento e Gestão Urbana (Seplan), através da Superintendência de Habitação (Suhab) em parceria com a Caixa Econômica Federal (CEF).

Atenta em cada detalhe Dona Dilza Celia da Rocha percebia que o sonho de sua vida – ter sua casa própria – ficava cada vez mais perto, especialmente quando viu o prefeito de Lauro de Freitas, Márcio Paiva, explanar para todos os presentes sobre as ações da Prefeitura destinadas a promoção de novas habitações na cidade. “Sempre esperei por este momento, pois ter uma casa própria é algo que sempre desejei”, comenta.

IMG-20141229-WA0011

Para o prefeito da cidade, Márcio Paiva, viabilizar medidas para aquisição de residências para os cidadãos é algo muito importante para elevar a dignidade do munícipe. “Vamos trabalhar para isentar o pagamento de IPTU para os empreendimentos do MCMV em Lauro de Freitas”, pontua.
De acordo com o gerente regional da Caixa Econômica Federal, Anselmo Cunha, é um privilégio está mais uma vez em uma parceria com a PMLF em realizar um dos grandes sonhos do cidadão. “Na lista de desejos do brasileiro em primeiro lugar é ganhar na Mega Sena e logo em seguida ter sua casa própria”, sinaliza.
A secretária da Seplan, Eliana Marback, destaca que o “Residencial Brisas de Itinga I, II e III” marca um novo modelo do Minha Casa Minha Vida em Lauro de Freitas. “O empreendimento conta com acessibilidade e os moradores terão também a sua disposição uma creche que está com a verba e local assegurados”, pontua.
Dona Dilza Celia da Rocha sai da solenidade com o sentimento de objetivo alcançado. Agora a laurofreitense aguardará a última etapa dos trâmites para em janeiro passar a habitar seu novo imóvel.

Fonte: Ascom / PMLF