Polícia prende principal suspeito da morte de Henrique

A polícia prendeu, no fim da tarde desta quinta-feira (15), o padrasto do garoto Carlos Henrique Maia Moura Santos, 7 anos, encontrado morto no dia 09 de janeiro, em um córrego no bairro da Bomba, em Camaçari.

Segundo informações de um dos agentes que efetuaram a prisão, Marcos compareceu, nesta tarde, na 18ª Delegacia Territorial para prestar depoimento, em companhia da mãe do garoto e da advogada dela.

A polícia conseguiu imagens de uma câmera de segurança onde percebe-se um homem caminhando com um garoto vestido com um short preto e sem camisa, próximo à linha de trem que dá acesso ao córrego onde o corpo de Carlos Henrique foi localizado. A mãe reconheceu que tratava-se do filho dela, que estava com a mesma roupa quando foi encontrado, mas a polícia não tem como afirmar com exatidão se o homem que o acompanhava era realmente o padrasto do garoto. Somente após uma perícia, esta informação poderá ser confirmada.

Temendo a fuga do principal suspeito do crime, a delegada que está à frente das investigações, Dra. Maria Tereza Santos Silva, solicitou ao juiz a prisão temporária de Marcos, que expediu um mandado de prisão. Minutos após a saída de Marcos da unidade policial, a polícia efetuou a prisão.

Ele está detido na 18ª DT de Camaçari.

10934680_1527831104158500_1765905518_n
O padrasto Marcos no enterro de Carlos Henrique. Foto: Everaldo Lins
O corpo de Carlos Henrique foi enterrado no dia 11/01, no Cemitério Jardim da Eternidade
O corpo de Carlos Henrique foi enterrado no dia 11/01, no Cemitério Jardim da Eternidade

SOBRE O CASO:

Carlos Henrique morava com a avó e tia, no bairro do Alto da Cruz, em Camaçari. O menino estava passando as férias na casa da mãe, de prenome Alessandra, no bairro Nova Vitória, de onde desapareceu no dia 07 de janeiro. Ele tinha dois irmãos mais novos que ele. Seu pai já é falecido.

Redação Nossa Metrópole