Moradora de Itapuã é eleita Rainha do Ilê

A professora de Educação Física, Alexandra Amorim, 33 anos, foi eleita Rainha do Ilê Aiyê 2015. O tradicional desfile foi na noite de sábado, na Senzala do Barro Preto, no Curuzu, Liberdade, e não tinha nenhuma candidata do bairro. Moradora de Itapuã, Alexandra estava concorrendo pela quarta vez.

Para ela, os fatores determinantes dessa conquista foram perseverança, saber dançar, simpatia e a consciência de ser negra e desse papel na sociedade. “Meu pai saía todo ano no Ilê e, certa vez, ele falou: um dia você vai ser Deusa do Ébano e vai dançar que nem a mulher lá em cima”, relembrou ela.

Professora de Educação Física, Alexandra Amorim, 33, foi a escolhida (Foto: Divulgação)
Professora de Educação Física, Alexandra Amorim, 33, foi a escolhida (Foto: Divulgação)

“Em 2010, eu tentei pela primeira vez, ele estava vivo aqui na quadra, mas não consegui. Agora, já na quarta vez, ele não está presente fisicamente, mas acredito que, onde for, também deve estar em festa”, declarou, emocionada.

Alexandra dedicou sua conquista à família. O segundo lugar foi para a manicure Larissa Oliveira, 21, de Cajazeiras, e o terceiro para a universitária Milena Sampaio, 30, do Cabula. Elas receberam o título de princesas e, neste ano, o Ilê Aiyê concede pela primeira vez o privilégio de elas também desfilarem, no bloco, durante o Carnaval.

O desfile homenageou negras que fizeram história: a atriz Zezé Motta, Mãe Hilda Jitolú, que foi dirigente espiritual do Ilê, e a sambista Dona Ivone Lara, lembrada em apresentação de Juliana Ribeiro e Aloisio Menezes.

Fonte: Correio 24 Horas