Cidade terá plano de mobilidade urbana

O primeiro passo para que o PMMU (Plano Municipal de Mobilidade Urbana) seja implantado em Camaçari foi dado nesta segunda-feira (26/01), pelo prefeito Ademar Delgado, com a assinatura do contrato com a empresa especializada que vai elaborar o projeto.

A partir da concepção do PMMU, com base na Política Nacional de Mobilidade Urbana, as cidades passam a ter acesso aos recursos do Sistema Nacional de Mobilidade Urbana e assim garantem a execução de projetos que melhorem a infraestrutura de vias, ciclovias, calçadas, semáforos, faixas e passarelas.

Confiante, o prefeito Ademar declarou que a celebração do contrato demonstra o interesse da Prefeitura no crescimento do Município. “A implantação do PMMU vai fazer com que Camaçari tome outros rumos e siga se desenvolvendo cada vez mais”, completou.

Dentre outros projetos, o PMMU vai definir regras e diretrizes para fins de regulação do deslocamento das pessoas e de bens (mercadorias e serviços), analisar e diminuir o impacto gerado na mobilidade pelo uso e ocupação do solo, estimular o uso de modos não motorizados e garantir o acesso das pessoas a todas as áreas da cidade.

O próximo passo para concretização do plano será a publicação no Diário Oficial do Município. Em seguida, será assinada a ordem de serviço para dar início aos trabalhos de levantamento, pesquisa e diagnóstico, etapas que visam identificar as reais necessidades da cidade.

Em paralelo à elaboração do PMMU, serão realizadas diversas audiências públicas para debater o assunto com a comunidade. Por fim, o projeto de lei será enviado à Câmara de Vereadores para apreciação. O processo dura cerca de 15 meses e será acompanhado e fiscalizado pela STT (Superintendência de Trânsito e Transporte) e pela Sedur (Secretaria do Desenvolvimento Urbano).

A assinatura do contrato foi realizada na sala de reunião da Segov (Secretaria de Governo) e contou com as presenças da secretária do Desenvolvimento Urbano, Ana Lúcia Costa, o superintendente do Trânsito e Transportes, Claudécio Taroba, e o engenheiro representante da empresa contatada para elaboração do PMMU, Ricardo Mendanha Ladeira.

Fonte: Ascom / PMC