No Congresso, Caetano defende taxação das grandes fortunas

Nesta quinta-feira (05/02), em discurso na tribuna da Câmara, o deputado federal Luiz Caetano (PT-BA) defendeu que os projetos que tratam da taxação das grandes fortunas sejam “desengavetados” do Congresso Nacional. De acordo com o petista, a medida injetaria cerca de R$ 13 bilhões na economia brasileira. “Ajudaria o país a retomar o ciclo do desenvolvimento”, ponderou.

Caetano ressaltou ainda a necessidade da Câmara, de forma unitária, ajudar a presidenta Dilma Rousseff a superar o atual momento. De forma especial, dirigiu-se à base aliada, da qual faz parte, destacando que essa é uma das tarefas especiais dos congressistas que participam da coalização que apoia o governo.

-Publicidade-
-Publicidade-

Entretanto, o deputado enfatizou que “as medidas de austeridade tomadas pela presidenta não podem de forma alguma prejudicar o trabalhador”. Este é, segundo ele, um dos principais motivos para taxar as grandes fortunas.

“Temos que preservar o emprego e a renda dos trabalhadores. Precisamos apostar na perspectiva de um Brasil forte, para garantir que os projetos sociais e a classe trabalhadora sejam fortalecidos. Por isso é preciso taxar as grandes fortunas”, concluiu.

Fonte: Ascom / Luiz Caetano