Após polêmica, Ministério da Justiça apaga peça publicitária sobre bebida no carnaval

Uma peça publicitária da campanha “Bebeu, perdeu”, publicada nas redes sociais do Ministério da Justiça, foi retirada horas depois após a repercussão negativa entre os internautas na tarde desta quinta-feira (5). Na imagem, duas jovens segurando celulares riem da outra. No texto: “Bebeu demais e esqueceu o que fez? Seus amigos vão te lembrar por muito tempo”.

Foto: Reprodução/ Facebook
Foto: Reprodução/ Facebook

Uma peça publicitária da campanha “Bebeu, perdeu”, publicada nas redes sociais do Ministério da Justiça, foi retirada horas depois após a repercussão negativa entre os internautas na tarde desta quinta-feira (5). Na imagem, duas jovens segurando celulares riem da outra. No texto: “Bebeu demais e esqueceu o que fez? Seus amigos vão te lembrar por muito tempo”.

“Vergonha! Não se pode naturalizar os danos morais, onde fica a privacidade da pessoa? Aonde fica a integridade dessa pessoa? Não esperava esse tipo de campanha irresponsável vinda do Ministério da Justiça. Vergonha!”, escreveu uma seguidora. Houve também quem enfatizasse que o ministério também errou ao recriminar o uso de bebida. “Errar é humano. Beber é lícito. Quem erra é quem humilha e despreza quem bebeu e “pagou mico”. Há uma confusão aqui entre vítima e agressor”, disse outro seguidor.

Foto: Reprodução/ Facebook
Foto: Reprodução/ Facebook

Segundo a assessoria de imprensa do Ministério da Justiça, a campanha foi criada especialmente para o Carnaval e já foi divulgada no ano passado. O órgão retirou a peça do ar, mas explicou que não teve a intenção de fazer nenhuma menção a crimes cometidos contra mulheres.

Ainda de acordo com a pasta, todos os dias, até o Carnaval, serão compartilhadas imagens relacinadas à campanha. A escolha das fotos é feita por uma equipe de Comunicação e os personagens se alteram nas imagens, entre homens e mulheres, aleatoriamente.

Fonte: Correio 24 Horas