Camaçari produz sabão através do óleo de cozinha

Foi pensando em ajudar a preservar o meio ambiente que os pós doutores em química, Viviane Oliveira Mateus e Júlio de Assis, desenvolveram um projeto que utiliza o óleo graxo residual, conhecido como óleo da cozinha, para a produção de sabão. A iniciativa foi aprovada em 2011 pela FAPESB (Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado da Bahia).

Viviane
Viviane Oliveira Mateus

Para acompanhar o projeto, uma equipe da Sedec (Secretaria de Desenvolvimento Econômico) visitou, na semana passada, a sede da COOPMARC (Cooperativa de Materiais Recicláveis de Camaçari), no bairro Jardim Limoeiro, onde é produzido o sabão reciclado.

Por mês, 2 mil litros de óleo são coletados em empreendimentos comerciais da cidade. Atualmente, são produzidas duas variedades do produto, o sabão líquido e em pasta. Além disso, está sendo desenvolvido o produto em barra. O próximo passo para os pesquisadores é conseguir regularizar a venda na ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

Secretário do Desenvolvimento Econômico, Djalma Machado. Foto: Divulgação
Secretário do Desenvolvimento Econômico, Djalma Machado. Foto: Divulgação

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Econômico, Djalma Machado, é importante conhecer o que Camaçari desenvolve na área de inovação e valorizar os pequenos negócios e a capacidade empreendedora. O titular da Sedec ainda pontuou o pioneirismo tecnológico do projeto, um dos poucos existentes na utilização do óleo residual para a produção de sabão líquido no Brasil.

Fonte: Ascom / PMC