Aumentam probabilidades de incêndios em vegetação

Entre os meses de novembro e março aumentam os riscos de incêndios em vegetação. De acordo com o 4º SGBM (Subgrupamento de Bombeiro Militar) de Camaçari, neste período crítico, 90% do número de ocorrências atendidas pela unidade são de queimadas. Em janeiro, por exemplo, a unidade de Camaçari registrou 19 ocorrências, das quais, 15 foram de incêndios em vegetação. A orla do Município é a região mais afetada.

A educação da população, inclusive das crianças, consiste na melhor forma de prevenção de incêndios, seguida da eliminação ou redução das fontes de propagação do fogo, além da aplicação da legislação.

A baixa umidade do ar somada aos ventos fortes, à vegetação ressecada e os picos de calor durante o dia nesse período, são fatores que contribuem para o aumento de incêndios em áreas urbanas e rurais.

As causas dos incêndios em áreas de vegetação têm, na grande maioria, origem humana, quer por descuido e acidente ou intenção, a exemplo de jogar cigarros mal apagados na vegetação, queimadas de vegetação e de lixos e lançamento de foguetes. Os incêndios de causas naturais pertencem a uma pequena percentagem do número total de ocorrências.

O 4º SGBM de Camaçari solicita o apoio da população para que contribuam no trabalho de prevenção de incêndios e atentem para o manejo do fogo. E ainda adverte que provocar incêndios em vegetação nativa sem a devida autorização e o conhecimento de órgãos ambientais competentes é crime ambiental.

Comandado pelo capitão Andrade Junior, o 4º SGBM de Camaçari possui um efetivo de 30 bombeiros que trabalham em regime de plantão. Em caso de incêndio a população deve ligar para o número 193.

Fonte: Ascom / PMC