Professores da rede municipal de Camaçari deflagram greve por tempo indeterminado

O impasse entre os professores da rede pública municipal e a prefeitura de Camaçari continua. O Sispec (Sindicato dos Professores da Rede Pública de Camaçari) deflagrou, nesta terça-feira (24), greve por tempo indeterminado.

A decisão foi tomada após uma assembleia realizada nesta manhã com os profissionais da educação. Mas, segundo informações, a greve só terá início na próxima segunda-feira (02), por causa da norma que obriga à categoria só iniciar uma greve após 72 horas deflagrada.

O sindicato avisa que, durante toda esta terça-feira, haverá paralisação, ou seja, não haverá aula nos colégios da rede pública municipal de Camaçari. As aulas voltam a ocorrer nesta quarta, quinta e sexta-feira.

A greve foi deflagrada na manhã desta terça-feira. Foto: Professor via WhatsApp
A greve foi deflagrada na manhã desta terça-feira. Foto: Professor via WhatsApp

As negociações já se arrastam há meses. Os professores reivindicam o cumprimento por parte da Administração Municipal dos acordos assinados na Ata de Negociação de 2014.

Entre as reivindicações, estão: Resposta ao PCCR (Plano de Cargos, Carreira e Remuneração); cumprimento do Projeto de Lei Gratificação por qualificação, que prevê gratificações aos professores que participarem de cursos de qualificação e aperfeiçoamento; repasse do Imposto Sindical; pagamento de 1/3 de férias; falta de merenda escolar; escolas sem manutenção estrutural; falta de livro didático; transporte escolar digno e segurança escolar.

Sobre o reajuste salarial, o secretário de educação Luiz Valter Lima esclarece: “os professores fazem parte da categoria que mais teve melhoria salarial nos últimos oito anos”, disse. Segundo ele, somente no ano passado, a categoria teve um reajuste de 10%. Ainda de acordo com o gestor da pasta, “é preciso ocorrer um debate mais claro para haver acordo entre as partes”, completou.

O sindicato convoca os professores para se concentrarem às 14h, desta quinta-feira (26), no pátio da Prefeitura, para participar de reunião com o prefeito. Uma nova assembleia está marcada para acontecer nesta sexta-feira (27), também às 14h, no sindicato.

Texto: Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole