Luiza Maia critica indeferimento da Comissão da Reforma Política

A deputada Luiza Maia criticou o gesto do presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo, que indeferiu a proposição da parlamentar, com 25 assinaturas, para implementação da Comissão da Reforma Política sob o falso argumento de que a Casa Legislativa já tem “comissões demais”.

“Infelizmente o deputado não está entendendo o atual momento político que o país está passando: a PEC 352, em discussão do Congresso Nacional, é uma contra-reforma política, um retrocesso para o sistema político-eleitoral brasileiro. Embora o poder de decisão seja do Congresso, a Bahia pode e deve colaborar com o debate para construção de uma Reforma Política que contemple os interesses da sociedade, e cabe ao Poder Legislativo estadual encaminhar a discussão”, apontou Luiza Maia.

-Publicidade-
-Publicidade-

“Por causa de uma insatisfação particular comigo, o presidente resolveu indeferir a proposição. Quero lembrá-lo que as decisões sobre os trabalhos desta Casa não devem ser tomadas com base em emoções, mesquinharias ou revanchismo, mas sim no compromisso que todos nós temos com a população”, concluiu a deputada, afirmando que a decisão de Marcelo Nilo foi motivada pelo descontentamento dele com as posturas adotadas por ela em razão do seu 5º mandato como presidente.

Luiza Maia destacou ainda a necessidade de a Alba passar a votar projetos de deputados. “O Poder Legislativo baiano precisa resgatar o seu prestígio e a valorização do parlamento passa por colocar na pauta os projetos dos deputados. O Poder Executivo continua sendo o grande legislador e isso é uma aberração. Está na hora de acabar com essa tradição estranha de não votar projetos de deputados”, declarou.

Fonte: Ascom / LM