Limpec recolhe lixo hospitalar descartado criminalmente em Vila de Abrantes

Na última segunda-feira (02) a Limpec realizou a coleta de oito toneladas de lixo contaminadas com resíduo hospitalar descartadas na localidade de Sucupio em Vila de Abrantes. Descartado criminalmente na localidade, no lixo foram encontradas seringas usadas, caixas de coleta de materiais perfurocortantes e infectados, ampolas e frascos de medicação, guias de exames como nome dos pacientes e diversos papais timbrados do Hospital São Rafael.

IMG-20150303-WA0000 IMG-20150304-WA0008 IMG-20150304-WA0009 IMG-20150304-WA0011

De acordo com Ademilton Rios, gerente de Operações da Limpec, “para realizar a remoção do resíduo tivemos um custo estimado de R$ 44 mil com maquinário e pessoal, uma vez que o resíduo hospitalar estava misturado com oito toneladas de resíduos de todo tipo”.

Marcelo Rocha, diretor técnico da Limpec, afirma que o custo da operação será repassado para empresa responsável pelo crime. “O município não pode arcar com esse custo. Estamos investigando quem foi o autor responsável pelo descarte criminoso, se foi o São Rafael ou a empresa contratada por eles para o descarte do mesmo”.

Em nota enviada a imprensa a assessoria do Hospital São Rafael informou que, “o recolhimento do lixo hospitalar é feito por uma empresa especializada neste tipo de serviço, sendo a mesma também responsável pela destinação final deste material. Informamos ainda que, a empresa em questão é auditada pelo HSR, periodicamente, e emite certificados de tratamento e de descarte dos resíduos, conforme legislação e contrato em vigor”.

Para diretora-presidente da Limpec, Valentina Saraiva, independente do hospital possuir uma empresa responsável pela coleta e descarte, isso não lhe exime de culpa. “O hospital é corresponsável, pois o mesmo precisa acompanhar todo processo de descarte e exigir da empresa o certificado de destinação final correta daquele resíduo. Não basta apenas dizer que tem uma empresa que faz o serviço. Cadê o certificado de destino final? Pode ter certeza que eles serão multados e assumirão esse custo e ainda devem ser punidos pela Vigilância Sanitária”.

Devidamente licenciado, o aterro sanitário de Camaçari possui todas as condições para receber e dar o destino final correto as Resíduos de Serviço de Saúde que é a incineração. Para maiores informações sobre o serviço ligar para (71) 3622-8300.

Fonte: Ascom / Limpec