Cinco mil policiais atuarão na Micareta de Feira

A Polícia Militar da Bahia, por meio do Comando do Policiamento da Região Leste (CPRL), vai empregar um efetivo de 5,4 mil homens para garantir a segurança durante a Micareta 2015 de Feira de Santana, que acontece nesta semana, de quinta (23) a domingo (26).

O planejamento está distribuído com a atuação de diversas unidades operacionais da PM e o reforço do policiamento das Companhias Especializadas (CIPEs), Batalhão Especializado em Policiamento de Eventos (Bepe), Grupamento Aéreo (Graer), Companhia de Emprego Tático Operacional (Ceto) – atuando com o Pelotão Tático Móvel, Pelotão Asa Branca e Cavalaria – além das tropas das unidades de ensino da PM e Tropa de Choque.

Três Postos de Reunião de Tropa vão funcionar no Centro de Cultura Amélio Amorim, na Escola do Centro de Assistência Social Santo Antônio (Ecassa) e no Instituto de Educação Gastão Guimarães. Outros quatro Postos de Comando de Área serão instalados em pontos estratégicos do circuito, funcionando de forma integrada com a Polícia Civil no registro de ocorrências. Este ano, os portões de acesso ao circuito Maneca Ferreira, na Avenida Presidente Dutra, passaram de 39 para 15, com o objetivo de proporcionar mais segurança aos foliões.

Nas prévias da Micareta, será executada, através da 64ª Companhia Independente de Polícia Militar, a Operação Abadá, que visa a garantir a segurança dos foliões no momento da retirada dos abadás nos locais de entrega. No circuito Maneca Ferreira, o folião contará com o mesmo aparato tecnológico empregado no Carnaval de Salvador. Serão utilizados smartphones, rádios comunicadores com geoprocessamento e câmeras de vídeo-monitoramento. O Centro de Informações e Decisões Estratégicas (Cide) vai atuar no monitoramento durante a folia, com possibilidade de análise e ajuste em tempo real das ações.

A segurança nos terminais e pontos de ônibus também está garantida. O Pelotão de Cavalaria fará o policiamento na Estação de Transbordo Central e nos pontos de ônibus durante 24 horas por dia. Todos os serviços de segurança serão analisados diariamente. As reuniões de avaliação vão acontecer no auditório do 1º Batalhão de Polícia Militar (Feira de Santana), com a participação de todos os órgãos responsáveis pela organização da festa, onde serão feitos os ajustes necessários.

Objetivando proporcionar aos policiais militares melhores condições de trabalho durante o evento, a PM inova neste ano com a participação do Centro de Valorização Profissional (Cevap), que disponibilizará uma equipe multidisciplinar formada por psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais, educador físico e apoio jurídico, além de atividades artístico-educacionais coordenadas pelo Grupo de Teatro da PM.

Bombeiros Militares

Durante os três dias de festas, 295 bombeiros militares atuarão no circuito, com o auxílio de quatro viaturas, entre caminhões usados para debelar chamas e ambulâncias do Salvar. Além das 55 patrulhas que vão circular pela festa, dois postos fixos estarão distribuídos pra facilitar o acionamento do serviço.

Polícia Civil

Durante a Micareta de Feira de Santana, a Polícia Civil vai contar com um efetivo de 340 servidores, entre delegados, escrivães, investigadores e auxiliares administrativos, que atuarão 24 horas durante o período da festa.

No circuito Quilombola, ficarão localizados, no Colégio Estadual de Feira de Santana, uma Central de Flagrantes e postos da Delegacia para o Adolescente Infrator (Dai), da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), da Delegacia Especial de Área (Dea), este responsável pelos registros de perdas de documentos, e de Policiamento Integrado (PPI).

Já no circuito Maneca Ferreira, serão instalados três PPIs, todos na Avenida Presidente Dutra, nas esquinas com as ruas Frei Henrique Hermenegildo, Leão X e Comandante Almiro.

Departamento de Polícia Técnica

O Raman, equipamento portátil responsável por proceder exames de constatação de cocaína e outras drogas sintéticas, será utilizado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) na Micareta de Feira de Santana. “O emprego deste aparelho permitirá mais rapidez na obtenção do resultado”, afirmou Augusto Souza, perito criminal da Coordenação de Química Forense, lembrando que ele usa técnicas que não destróem a amostra, garantindo que o material seja periciado novamente por outro método.

O DPT ainda está realizando vistorias em trios, carros de apoio e de serviços no Parque de Exposição João Martins da Silva (Feira de Santana). Suas duas unidades móveis de perícia se encontram localizadas no Centro Estadual de Educação Profissional em Saúde do Centro Baiano (antigo Colégio Estadual).

A diretoria do Interior disponibilizou 17 peritos criminais, 13 peritos técnicos e 17 servidores administrativos para trabalharem na festa. As perícias rotineiras, em ocorrências registradas fora dos circuitos da Micareta, serão procedidas na sede do departamento.

Fonte: SSP/BA