Servidores municipais de Camaçari paralisam atividades por 24 horas a partir desta terça

Mais de seis mil servidores públicos municipais devem paralisar as atividades por 24 horas, a partir desta terça-feira (12), segundo informações de Silval Cerqueira, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Camaçari (Sindsec).

A paralisação deve se estender até as 8h da quarta-feira (13), decisão aprovada durante uma assembleia realizada, na frente da Prefeitura Municipal de Camaçari, na manhã desta segunda-feira (11), com os trabalhadores que prestam serviço para o município.

Servidores Municipais se reuniram na frente da prefeitura, nesta manhã. Foto: Everaldo Lins
Servidores Municipais se reuniram na frente da prefeitura, nesta manhã. Foto: Everaldo Lins

A categoria reivindica o reajuste salarial de 15%, contra os 6,41% oferecidos pela prefeitura. Segundo informações do presidente do sindicato, caso não haja acordo entre as partes, a partir da próxima segunda-feira (18), os servidores públicos decretarão greve por tempo indeterminado. “Apresentamos a nossa proposta de reajuste para o governo na última quinta-feira, mas eles não aceitaram. Não havendo acordo, iremos suspender as nossas atividades”, disse.

A paralisação desta terça-feira irá afetar diversos setores do município, como saúde, educação e transporte. Segundo Silval, na área da educação, apenas os docentes não vão suspender suas atividades, já que eles fazem parte do Sispec (Sindicato dos Professores da Rede Pública de Camaçari). Os demais profissionais que atuam nas unidades escolares, como vigilantes, merendeiras, auxiliar de limpeza, não prestarão serviço. Mas as aulas, provavelmente, irão ocorrer nas escolas municipais.

Já os serviços essenciais de saúde, como as UPAs e socorristas, devem ter o quadro de funcionários reduzido, em média, com 30% de profissionais atuando.

Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole