Obama proíbe uso de equipamentos militares pela polícia norte-americana

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anunciou nesta segunda-feira (18) que vai proibir o uso de alguns equipamentos militares pela polícia norte-americana. Além disso, serão adotadas regras mais rigorosas para a compra de equipamentos militares no país. O anuncio foi feito hoje pelo presidente durante uma visita ao estado de New Jersey. O objetivo é coibir atitudes abusivas por parte da polícia.

Ao falar da medida de restringir o uso de equipamentos militares, Obama voltou a comentar sobre a importância de restaurar a confiança da comunidade nas forças policiais. “Um dos nossos objetivos é modificar como a polícia interage com as comunidades”, afirmou.

-Publicidade-
-Publicidade-

A decisão integra um plano de ações que visa a melhorar a relação entre as forças policiais e a população, após os incidentes ocorridos nos últimos meses em Ferguson, no estado do Mississippi, e Baltimore, estado de Maryland. As duas cidades foram os principais locais de protestos pela morte de dois jovens negros que morreram devido à violência policial.

A medida segue as diretrizes de um grupo de trabalho, criado em dezembro de 2014. A partir de agora a polícia norte-americana não deverá usar veículos blindados com armas de grande calibre ou lança-granadas.

Para outro tipo de equipamento, incluindo material antidistúrbios e alguns tipo de armas e munições, as condições de aquisição e de utilização passam a ser mais rigorosas e restritas.

Segundo a agência de logística do Pentágono (Departamento da Defesa norte-americano), o exército forneceu em 2013 às polícias locais norte-americanas material militar equivalente a US$ 450 milhões.

Fonte: Correio 24 Horas