Campanha do Boticário será analisada pelo Conar

A campanha de Dia dos Namorados do Boticário, que sugere uma troca de presentes na data, gerou polêmica na internet. O comercial virou alvo de reações homofóbicas por mostrar casais gays e foi considerado “desrespeitoso à sociedade” por consumidores que denunciaram a peça ao Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária (Conar).

Campanha mostra casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes (Imagem: Reprodução)
Campanha mostra casais heterossexuais e homossexuais trocando presentes (Imagem: Reprodução)

O órgão informou nessa terça-feira, 2 que abriu um processo para analisar a peça após ter recebido mais de 20 reclamações. Um relator deverá avaliar o conteúdo e verificar se as queixas têm fundamento. Ele vai se manifestar em voto, a favor ou contra, que pode indicar a suspensão da veiculação do comercial ou pode a alteração de alguns trechos. O Conselho de Ética do Conar também vai debater a denúncia em até 45 dias.

No YouTube, onde a campanha também foi divulgada, o vídeo conta com mais de 160 mil avaliações negativas e 270 mil positivas, tendo sido visualizada mais 1,8 milhão de vezes. Nos comentários, internautas fazem ameaças de boicote à marca. Em sua página no Facebook, o Boticário também recebeu diversas manifestações e muitas mensagens de apoio e elogios à iniciativa.

O site Reclame Aqui também foi usado para protestar contra a campanha da marca. Mais de 90 queixas foram abertas na página. Em resposta, o Boticário reafirma seu posicionamento e diz que acredita na beleza das relações. “A proposta da campanha ‘Casais’, que estreou em TV aberta no dia 24 de maio, é abordar, com respeito e sensibilidade, a ressonância atual sobre as mais diferentes formas de amor – independentemente de idade, raça, gênero ou orientação sexual – representadas pelo prazer em presentear a pessoa amada no Dia dos Namorados”.

Fonte: Portal Comunique-se