Polícia Federal cumpre mandado de busca e apreensão em Camaçari e região

A Polícia Federal está cumprindo, desde o início da manhã desta terça-feira (16), mandados de busca e apreensão em Salvador, Camaçari, Simões Filho e Candeias.

Segundo as primeiras informações, os agentes realizaram apreensões e prisões nos condomínios Parque Florestal, localizado no bairro da Bomba; Begônia, na Gleba C; e no bairro Camaçari de Dentro, entre outras localidades. Até o início da manhã de hoje, cinco pessoas já foram detidas no município.

Entre os presos estão o chefe da quadrilha, que mora em um condomínio em Barra de Jacuípe, na orla de Camaçari. Policiais também fazem buscas na sede da Cooperativa de Caminhoneiros Autônomos da Bahia, que fica no posto Laçador, na BR-324.

Em Salvador, um homem foi baleado durante a ação. Os agentes cumpriam mandados de prisão e busca e apreensão no bairro de Pau da Lima, quando o homem reagiu e acabou sendo baleado. A assessoria da Polícia Federal disse que não há confirmação de que ele seria um dos alvos da operação.

11013340_704379769688809_8755857634184355049_n 11401580_704384799688306_7757909365261526437_n 11412428_704388093021310_7864857816024459454_n 11429725_704388123021307_3541317012010397100_n

Sobre a operação:

Cerca de 200 policiais federais estão cumprindo mandados judiciais, sendo 24 de prisão, dois de condução coercitiva e 27 de busca e apreensão. Deste, um mandado de busca e apreensão é cumprido em Minas Gerais. Os demais são executados nas cidades baianas de Salvador, Camaçari, Simões Filho e Candeias. Os envolvidos responderão por furto qualificado, participação em organização criminosa, falsidade ideológica, corrupção ativa, corrupção passiva, coação no curso do processo e homicídios de testemunhas que ameaçaram delatar a organização.

A operação da PF é para desarticular uma organização criminosa que agia dentro de uma cooperativa de caminhoneiros. Eles desviavam cargas de navios atracados no Porto de Aratu, em Candeias.

Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole