Casa onde Michael Jackson gravou clipe está à venda por mais de R$ 1 milhão no Pelourinho

Você é milionário e fã de Michael Jackson? Então, se ligue: a casa onde o astro do pop gravou em 1996 cenas do clipe do hit “They Don’t Care About Us” (música do álbum ‘HIStory’, de 1995) está à venda no Pelourinho, localizado no Centro Histórico de Salvador. Segundo Carlos Alberto dos Santos, 50 anos, que aluga o imóvel desde 2008, os proprietários tomaram a decisão há cerca de quatro meses.

pelourinho_sj_fim-3

Ninguém sabe o motivo exato da venda. “Eles são italianos e o local não é utilizado por eles”, conta Carlos ao Varela Notícias. O imóvel ficou popularmente conhecido como “a casa de Michael” e é frequentado por muitos turistas e famosos. “Essa loja está entre as mais visitadas do Pelourinho. Vários apresentadores de TV já estiveram aqui”, lembra.

A propriedade está à venda pelo valor de R$ 1.100.000. O imóvel possui um andar e o térreo é usado por Calos para vender DVDs, camisas, canetas, cadernos, miniaturas e vários outros artigos de Michael Jackson. Um televisor exibe repetidamente o vídeo mundialmente conhecido e cartazes mostram o artista vestindo a camisa com o símbolo do grupo Olodum – a peça, aliás, é uma das mais procuradas por turistas. Ele lamenta que os donos queiram se desfazer do local. “Se dependesse de mim, ficaria aqui a vida toda”, desabafa.

Sobre o destino da loja, Carlos torce para que o novo proprietário mantenha a memória do astro pop: “Se quem comprar for uma pessoa que gosta do Michael, poderá manter o comércio. Mas se não for, vai acabar”. Apesar da loja ser uma das mais visitadas do Pelourinho, as vendas foram muito bem nos últimos tempos. “O comércio aqui está muito fraco”, reclama.

O clipe

Michael Jackson também gravou o clipe de “They Don’t Care About Us”, com direção de Spike Lee, na Favela Santa Marta, no Rio de Janeiro. Entretanto, grande parte das cenas foram captadas na capital baiana. A mensagem principal da produção, que contou com participação especial do Olodum, é combater o preconceito e questionar os problemas sociais e políticos. Na época, os jornais norte-americanos acusaram Michael de fazer apologia ao antissemitismo com a letra da canção.

Vale lembrar que, nesta quinta-feira (25), faz exatamente seis anos que o mundo perdeu um dos maiores cantores de todos os tempos. Michael se foi depois de sofrer uma overdose do anestésico Propofol, que causou uma parada cardiorrespiratória. E como acontece em todos os anos desde então, fãs de todo o mundo prestaram homenagens ao artista nas redes sociais.

Fonte: Varela Notícias