Clientes lotam estacionamento grátis do Shopping Bela Vista

No primeiro final de semana após o início da cobrança pelas vagas de estacionamento, o Shopping Bela Vista, único que mantém o serviço gratuito, teve grande fluxo de veículos durante a tarde deste domingo. Os demais estabelecimentos, por outro lado, apresentaram uma queda no movimento de automóveis nas garagens.

Shopping teve vagas lotadas e motoristas estacionaram em ruas próximas
Shopping teve vagas lotadas e motoristas estacionaram em ruas próximas

No início da tarde, uma longa fila de veículos se formou na entrada do shopping do Cabula, provocando um intenso congestionamento na via de acesso ao estabelecimento.

-Publicidade-
-Publicidade-

Logo, o estacionamento do centro comercial, com capacidade de mais de três mil vagas, ficou lotado.

Com isso, os condutores decidiram estacionar ao longo da via que liga o shopping ao bairro do Cabula. Um deles foi o motorista mecânico Edvan Marques, 34, que levou a família para passear no estabelecimento.

Estacionamento ficou lotado no shopping Bela Vista (Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE)
Estacionamento ficou lotado no shopping Bela Vista (Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE)

“É o único que não está cobrando e viemos. Não esperava que tivesse tão cheio, mas acho que vai continuar assim, a menos que os outros revejam a cobrança”, disse Edvan. Para ele, a cobrança é injusta: “Quem vai ao shopping acaba tomando um sorvete, comprando algo, e não gasta menos de R$ 30 ou até R$ 100”.

Ao entrar no estacionamento, as vagas eram escassas. A TARDE passou por diversos setores do local e encontrou apenas uma vaga, deixada por um cliente que saía do estabelecimento.

“Como a festa é aqui perto, vim comprar um presente. Rodei bastante e não achei vaga”, disse um outro cliente, que ficou no carro à espera da esposa.

Estacionamento do Salvador Shopping teve trechos com vagas disponíveis (Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE)
Estacionamento do Salvador Shopping teve trechos com vagas disponíveis (Foto: Raul Spinassé | Ag. A TARDE)

Salvador Shopping

No Salvador Shopping, por outro lado, o movimento de veículos foi tranquilo na tarde de sábado. Ao entrar no estabelecimento, um letreiro eletrônico já informava a quantidade abundante de vagas disponíveis: 964 em um setor, 588 em outro, por volta das 17h.

Apesar da grande quantidade de carros estacionados, era possível encontrar diversos trechos com muitas vagas disponíveis.

Queda no fluxo de clientes

A redução do movimento de veículos nos estacionamentos dos shoppings após o início da cobrança pelo serviço já era prevista pelos estabelecimentos. Os empresários estimaram uma queda de até 15% no fluxo de clientes nos próximos dois meses.

A expectativa deles quanto à redução tem como referência a experiência de outras capitais brasileiras, como Aracaju (SE). “Haverá, realmente, uma queda no número de veículos e de pessoas, além da redução do volume de negócios, mas isso volta ao normal logo”, afirmou o presidente regional da Associação Brasileira dos Shopping Centers, Edson Piaggio.

Piaggio disse que só será possível fazer uma avaliação a partir desta semana, por conta do feriado do São João, quando muitas pessoas deixaram Salvador.

Imbróglio

O imbróglio correu na Justiça desde 2001. A prefeitura de Salvador fez diversas negativas para o início da cobrança, mas uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) favorável aos estabelecimentos autorizou a regularização do serviço.

Com isso, a prefeitura propôs um acordo, aceito pelos shoppings. O ajustamento prevê contrapartida de R$ 108 milhões dos estabelecimentos ao município.

A cobrança pelas vagas nos shoppings foi iniciada na última segunda-feira. A medida gerou reclamações de clientes e funcionários das lojas.

Fonte: A Tarde