Homem pode ter que amputar pênis após ter 48h de ereção

As belas praias e a paisagem paradisíaca do sul da Itália parece que animaram um homem de 23 anos, de identidade não revelada. Ele foi para o local com sua namorada e após uma “maratona de relações íntimas”, ficou com o pênis ereto por 48 horas.

A praia motivou o casal, principalmente o rapaz
A praia motivou o casal, principalmente o rapaz

Segundo o site DailyStar, ele e a namorada tentaram bater o próprio recorde de maior número de relações com a sua namorada no menor intervalo de tempo. O negócio deu resultado, mas ele teve priapismo, uma condição em que o pênis fica ereto e deve ser tratado para evitar a amputação.

-Publicidade-
-Publicidade-

A mãe do jovem o levou para o hospital, onde fez uma cirurgia na quarta-feira, 5. O médico responsável pela cirurgia disse que vai esperar para saber se o pênis voltará ao normal ou será amputado.

Fonte: A Tarde