Pirelli demite 33 funcionários em Feira de Santana

A Pirelli demitiu nesta segunda-feira (17) trinta e três funcionários com contrato temporário na fábrica. A empresa havia entrado no sistema lay off no dia 18 de maio deste ano e no dia 30 de julho os 126 funcionários que estavam com o trabalho suspenso retornaram às atividades.

De acordo com o presidente do sindicato que representa os funcionários da Pirelli, Jackson Crispim, as demissões de hoje pegaram a categoria de surpresa. “Alguns diretores da fábrica ligaram a partir das 6 horas informando que alguns trabalhadores estavam sendo demitidos. A informação é que foram pessoas contratadas com prazo determinado, não são efetivos”, informou.

Ainda segundo ele, há algum tempo a Pirelli vem alegando dificuldades e a situação, segundo a empresa, vem se agravando. “O lay off não trouxe resultados porque as montadoras não estão vendendo e isso acaba afetando as empresas de pneu”, afirmou Jackson Crispim.

Segundo o diretor do sindicato, os funcionários demitidos faziam parte de um programa do governo. Após o término do contrato, eles seriam relocados e requalificados em diversas áreas da empresa.

Jackson Crispim acredita que se não houvesse a intervenção do sindicato na manhã de hoje junto à diretoria da empresa, mais pessoas seriam demitidas.

Fonte: Tribuna da Bahia