Presidentes de Câmaras da RMS discutem situação das estradas da região

A Câmara de Camaçari marcou presença em mais um encontro de presidentes de Câmaras da Região Metropolitana de Salvador (RMS), realizado nesta segunda-feira (24/08), no município de Candeias. As reuniões, que tiveram início a partir da iniciativa do presidente do legislativo camaçariense, vereador Marcelino (PT), têm tido cada vez mais adesão com a participação crescente dos representantes da região.

image_1 image_4

“Os encontros são produtivos para debater das demandas comuns dos municípios da região. Damos um novo passo para resolver as questões colocadas em pauta pelos presidentes presentes. Desta vez, tivemos o dobro de vereadores, o que nos deixa feliz. Quanto mais participação tivermos, mais engajamento e força a iniciativa terá”, pontuou o vereador Marcelino.

O objetivo dos debates é reunir uma pauta e encaminhá-la ao Governo do Estado, através da Secretaria de Relações Institucionais, apoiadora da iniciativa. “Já temos uma pauta específica para encaminhar ao governo, como pro exemplo a necessidade de investimentos nas estradas que cortam a região, tema bastante discutido hoje”, citou o parlamentar.

Presente no evento, o subsecretário da SERIN, Martiniano Costa, garantiu que as solicitações serão encaminhadas à Secretaria de Infraestrutura do Estado. “Temos consolidado um novo formato político no estado que é essa ideia de unificar o parlamento para discutir os problemas da região que abrange a todos”, explicou.

O vereador de Camaçari, Gilvan Souza (PT), também participou da reunião e pontuou a importância de resolver as demandas apresentadas. “Estamos mostrando para o Governo do Estado quais são nossas necessidades. A má conservação das estradas pode parecer um problema pequeno, se analisada isoladamente, porém pode ocasionar problemas maiores, como a perda do potencial competitivo dos municípios que formam a RMS.”, pontuou.

Um novo encontro será realizado, desta vez no município de Madre de Deus, para debater ações na área de segurança pública. A data ainda será definida.

Fonte: Ascom / Câmara