Latino pode ser preso por não pagar pensão

Latino está envolvido em mais uma polêmica. Agora, o cantor está sendo acusado de não pagar a pensão alimentícia de um dos seus nove filhos. Caso não pague nos próximos dias, o cantor pode até ser preso. A acusação vem da Gláucia Roberta de Souza, mãe de Valentina, de 2 anos.

No ano passado, Gláucia chegou a mover uma ação contra o músico. Na época, ele foi condenado. Em entrevista publicada no site Ego, na manhã desta sexta-feira, 28, ela conta a história do atraso do pagamento e como está sendo o processo para o reconhecimento da Valentina, por parte do artista.

-Publicidade-
-Publicidade-

“Ele já havia sido citado no ano passado. Para intimá-lo tivemos que encontrá-lo no meio de um casamento no Unique, e agora foi dentro de um show. Uma amiga me avisou que ele estava na tal balada, liguei para meu advogado e para o oficial de Justiça e fomos até o lugar. Chegando lá, Latino ainda debochou. Perguntou que processo era aquele que o oficial estava citando, porque ele tinha muitos”, relatou Gláucia.

Justiça
Segundo a mãe da criança, Latino não paga a pensão desde o mês de setembro de 2014. Em ação movida por ela no ano passado, o cantor teve que pagar a pensão atrasada dos meses de junho, julho e agosto, mas, após isso, não houve mais nenhum depósito.

De acordo com o advogado Fernando Abrahão, que representa Gláucia e a filha, a dívida pode chegar até R$ 140 mil, se os valores forem atualizados de 2014 para 2015. “Já entrei com um pedido de intimação de saldo devedor para ele pagar de setembro de 2014 para cá, e a Justiça deve se manifestar em até dois dias. Depois disso, ele terá mais três dias para pagar sob pena de ser preso”, disse.

Gláucia ainda contesta os argumentos do músico, que sempre diz está em crise e sem dinheiro para pagar a pensão da filha. “Ele diz que está em crise e que não sabe como vai pagar esse dinheiro. Que esse valor é um absurdo. Absurdo é o macaco dele andar vestido de Burberry, Gucci. Para isso não tem problema, não tem falta de dinheiro. Absurdo é ele pagar R$ 15 mil de aluguel em um imóvel no Brooklin (bairro nobre de São Paulo)”.

A moça ainda conta que desde que Valentina nasceu, Latino nunca foi visitá-la e que criou a filha com ajuda de sua família e com o sustento de seu trabalho em uma clínica de estética.

“Fiquei grávida sem querer. Avisei a ele, e ele disse para eu ir fazendo as coisas, pagando o que tivesse que pagar que depois ele ajudava. Fiz o DNA ainda grávida. Estava com 5 meses, e com 6 já tínhamos o resultado. Quando ela nasceu, mandei uma mensagem dizendo como ela tinha nascido, com o peso, tamanho, e ele nem respondeu. Mandei um cartão com um foto dela no Natal, e ele nada. Quando ela me pergunta quem é o pai dela, digo que é Papai do Céu ou então que é o meu irmão. Às vezes tenho vontade de dizer que ele morreu”, desabafa.

Fonte: A Tarde