Moradora de Camaçari pede internamento para filho que sofre de esquizofrenia

Uma moradora de Camaçari está desesperada e pede urgentemente que seu filho seja internado. Zélia Lago dos Santos, 51 anos, é mãe de Renan Lago dos Santos, 22 anos. O rapaz sofre de esquizofrenia e tem se mostrado agressivo. Segundo ela, no ano passado, Renan ameaçou matá-la com uma faca. O segundo caso de agressividade ocorreu na última segunda-feira (31/08), quando Renan quebrou a Biblioteca Jorge Amado com uma enxada. Na ocasião, ele foi encaminhado para uma UPA, medicado e liberado. Zélia pediu que o filho fosse internado em uma unidade especializada para tratar de pessoas com transtornos mentais, mas seu pedido não foi concedido.

renan 2
Renan, na época em que foi agredido

Dona Zélia já procurou a Secretaria de Saúde de Camaçari, o CRAS – Centro de Referência de Assistência Social, o Ministério Público, mas até então não obteve êxito.

-Publicidade-
-Publicidade-

O seu temor é que o filho cometa algo mais grave, agrida alguma pessoa, chegando até a matar alguém, já que o mesmo não está bem mentalmente.

Segundo dona Zélia, o problema de Renan começou há cerca de dois anos, quando o mesmo foi agredido por recrutas do Tiro de Guerra de Camaçari, com 19 anos de idade. Na ocasião, os recrutas negaram a agressão e atribuíram ao jovem o início da briga. Na época, o Exército informou, através de nota, que abriu sindicância para apurar o ocorrido, mas desde então, nenhuma audiência foi realizada.

Resultado do exame de corpo delito realizado em Renan:

20150904071838 20150904071848 (1)

Rosto de Renan após ser agredido
Rosto de Renan após ser agredido

 

Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole