Empresa de logística deixa a Ford e sindicato exige que montadora contrate trabalhadores

A Ford anunciou, na última terça-feira (6), que o contrato da DHL deixará de existir a partir do dia 6 de dezembro. Com isso, a montadora irá assumir a operação logística. O Sindicato dos Metalúrgicos de Camaçari está fazendo diversas reuniões com a Ford e DHL para garantir a empregabilidade dos trabalhadores.

download

Segundo o presidente do sindicato, Júlio Bonfim, o mesmo ocorreu com os funcionários da Voith, há oito meses, quando o sindicato conseguiu garantir 85% de conservação dos trabalhadores. “Conseguimos fazer com que a Ford contratasse a maioria dos trabalhadores das empresas como Faurencia, Voith, Saargummi, entre outras. A Ford assumiu as operações, mantendo a maioria dos funcionários. Reflexo da luta e posição firme do sindicato, na mesa de negociação”, informa.

Em uma das reuniões que aconteceu nesta quinta-feira (8) com o sindicato, a Ford informou que, na próxima semana, irá fazer a distribuição de ficha ou lista de cadastro (book), iniciando assim a primeira parte do processo de admissão. “O sindicato obteve vitória nas negociações e transição da VOITH X FORD, quando quase 600 trabalhadores são funcionários Ford e acreditamos que vamos ter sucesso igual com os trabalhadores da DHL”, segundo informações do presidente.

O sindicato orientou às empresas Ford e DHL que informem, rapidamente, a data do processo demissional da DHL e o admissional da FORD.

Fernanda Melo / Redação Nossa Metrópole