Educanda de ballet concorre a bolsa para o Bolshoi

Um sonho de cada vez. Esta tem sido a filosofia da pequena Stefanny Cerqueira, 9 anos, educanda de ballet da Cidade do Saber. Quando ingressou no curso, no início do ano, realizou o sonho de poder aprender a atividade que, mesmo sem o contato prático, já amava. Meses depois, ao saber que durante o Ballace 2015 haveria uma pré-seleção para bolsas de estudo na Escola do Teatro Bolshoi no Brasil, ser aprovada nesta triagem passou a ser o destaque entre os seus anseios. Recebeu o sinal positivo no mesmo dia, diante de um Teatro Cidade do Saber lotado de amantes da dança. Começou ali o convívio com a possibilidade real de iniciar sua trajetória rumo ao ballet profissional. E, nesta sexta-feira (23/10), ela viaja para Joinville (SC), onde participa da seleção definitiva para alunos bolsistas da única filial do Bolshoi fora da Rússia.

Educanda Stefanny participa de seleção para Bolshoi_Foto Ascom CDS

-Publicidade-
-Publicidade-

Às vésperas desse grande desafio, seu espírito sonhador continua inalterado, mas a garota não abandona a razão e, demonstrando muito equilíbrio emocional, afirma que está preparada para qualquer resultado. “Passar pela pré-seleção, onde concorri com mais de 30 candidatas, me deixou ainda mais confiante de que posso ganhar essa bolsa de estudos, mas, embora eu queira muito ser aprovada, vou ficar feliz com qualquer resultado. Só por eu ter chegado até aqui, já considero uma conquista importante”, ressalta a pequena bailarina, que já está de malas prontas para embarcar para Santa Catarina. “Só estou esperando o dia chegar”, conta, demonstrando confiança.

As etapas que compõem o processo seletivo terão início no sábado (24), e seguem até o final do domingo (25/10). Durante este tempo, Stefanny passará por duas avaliações principais: médico-fisioterápica, quando fisioterapeutas, médicos e professores analisam, entre outros aspectos, a postura, estrutura, habilidades físicas, percentual de massa corpórea, força, musculatura e articulações; e artístico-musical e cognitiva, na qual profissionais da dança, músicos e professores avaliam as habilidades técnicas e artísticas, musicalidade, projeção cênica e, também, o desempenho intelectual dos candidatos.

Caso seja aprovada nessas etapas eliminatórias/classificatórias, a educanda de ballet da Cidade do Saber terá conquistado a disputada bolsa de estudos em uma instituição de prestígio e referência mundial no ensino da dança clássica. O curso na Escola do Bolshoi tem duração de oito anos e inclui aulas práticas e teóricas de dança clássica e contemporânea, música clássica, piano, violino, história da arte, pilates e inglês. Ciente de que pode estar prestes a ver sua vida mudar completamente, ela diz que o apoio dos pais a fortalece e a encoraja. “Sei que eles vão ficar felizes junto comigo. Eles me apoiam o tempo todo. Ao lado deles, sei que não preciso me preocupar com nada”, declara.

A mãe de Stefanny, por sinal, também vai acompanhá-la na viagem para Joinville. Orgulhosa da filha, Ana Cléa Lima pretende estar o mais perto possível dela durante as avaliações. “Quero o melhor para ela e sempre vou incentivá-la a acreditar que é possível alcançar os objetivos. Nós, os pais, acabamos sendo contagiados pela alegria e confiança dela, o que é maravilhoso. O sonho dela sempre será o nosso também, seja ele qual for”, afirma.

Desde 2008, quando a CDS começou a integrar o circuito de audições do Bolshoi, nove alunos da Instituição já conquistaram as bolsas. Atualmente, três educandos seguem estudando e alimentando o sonho de se tornarem bailarinos profissionais. São eles Pâmela dos Santos, Andressa Moura e Alexandre Vieira. O ex-educando da Cidade do Saber que está no Bolshoi há mais tempo é Alexandre. O bailarino participou da primeira seletiva e, após quase oito anos, prestes a se formar, comprova que, quando se acredita, nada impede o sonho e a realidade andarem de mãos dadas.

Fonte: Ascom / CDS