Simões Filho comemora 55 anos neste sábado (7)

Água Comprida, assim era conhecido o distrito da Capital Baiana que tinha como principal atividade o cultivo da cana-de-açúcar, um lugarejo simples que foi emancipada em 07 de novembro de 1961 e que completa neste sábado (7), 54 anos de luta, presença colonialista portuguesa e grandes feitos.
Após o período de hegemonia do cultivo da cana-de-açúcar que aconteceu entre os séculos XVI e XVII, o distrito de Água Comprida passou a desenvolver atividades relacionadas aos “bois de moenda” que consiste no uso de boi para moer a cana extraída do solo.

001 (1)

-Publicidade-
-Publicidade-

O processo de emancipação política só foi iniciado em 1960, quando um grupo de moradores se reuniu, liderado pelo senhor Walter José Tolentino Álvares para tratar sobre problemas comunitários. A partir daí foram intensificadas ações que culminaram na emancipação da localidade em 1961.
A então Água Comprida passa a ser chamada de Simões Filho em homenagem ao jornalista Ernesto Simões Filho e desde então a cidade vem crescendo, mas sem esquecer das suas origens ancestrais e culturais.

Em 54 anos de emancipada a cidade possui um celeiro cultural sem fim, alimentado pelas bordadeiras, parteiras (hoje chamadas de doulas), benzedeiras, artesãos com atividades em: piaçava, madeira, barro, argila e muito mais, sem falar nas manifestações culturais como a dança de São Gonçalo, Boi Bumba e a culinária que encanta e permite uma viagem ancestral.

Para homenagear o município e a sua população, a Prefeitura vem realizando diversas obras e ações sempre com o objetivo de valorizar cada vez mais esta terra de gente forte, guerreira e batalhadora que desde os seus emancipadores buscam o melhor para a amada Simões Filho.

É tempo de celebrar e motivos não faltam. Simões Filho está entre as 4 cidades baianas com alto nível em emprego e renda, a redução de 28,8% nos índices de violência, a entrega de 1800 apartamentos do Minha casa minha vida, cursos profissionalizantes pelo SENAI média de 920 atendidos, PRONATEC para cerca de 4000 pessoas, além da reinstalação do CIMATEC, a construção base fixa do SAC e a entrega de 1700 títulos da Regularização Fundiária.

Comemora-se também construção e pleno exercício da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que é referência na Bahia, a Escola de Postura e Pilates, a primeira do SUS em todo o Brasil, da reforma das Unidades de Saúde de Santo Antônio do Rio das Pedras, Ambulatório do CIA I e Centro de Saúde da Mulher Noemia Meireles Ramos, por termos na Atenção Básica 10 Unidades de Saúde da Família (USF) e 05 Unidades Básicas de Saúde (UBS), além do Anexo de Média Complexidade e o Hospital Municipal que também passa por reforma, pelo Programa Melhor em Casa que proporciona assistência multiprofissional gratuita nos lares, por termos diversos tipos de exames, como a mamografia, por exemplo, tratamento para várias enfermidades, inclusive o Glaucoma.

Além de obras por toda a cidade com o investimento de 9 milhões em recursos próprios, para recapeamento e tapa buraco em toda cidade que já contemplou diversos bairros: Oitizeiro, Góes Calmon, Cia I e II, Pitanguinha, Mapele, Ilha de São João, Palmares e o Tanque do Coronel que também receberam drenagem, esgotamento sanitário, calçamento e tantas outras localidades, pelos projetos de revitalização dos canais da Elmo Serejo Farias e Ayrton Senna, do bairro Luiz Eduardo Magalhães, pela reforma das escolas e muito mais.

Outras tantas obras e ações também foram realizadas, mas citamos aqui algumas que certamente já podem justificar o porquê Simões Filho é a cidade do desenvolvimento e que vem caminhando na direção certa.

Fonte: Ascom / Simões Filho